Horta Escolar de Plantas Medicinais: Uma Prática de Vida Saudável

Selson Garutti, Fernanda Claudia Pinheiro

Resumo


O hábito de se cultivar plantas medicinais é tão antigo quanto a espécie humana. Em alguns lugares o cultivo de plantas medicinais é o único método terapêutico encontrado devido às baixas condições de locomoção às cidades com recursos médicos, ou pelas tradições mantidas de alguns povos, principalmente indígenas. A grande quantidade de fármacos que pode ser extraída de plantas fitoterápicas despertou o interesse de profissionais da saúde nas plantas, tanto que centenas de entidades e organizações não governamentais, programas de prefeituras municipais e governos estaduais visam a fortalecer os fitomedicamentos e as plantas medicinais como opção terapêutica importante na vida da população brasileira. Participaram da pesquisa os integrantes da APAE - Iguaraçu, onde, sob o auxílio e a orientação adequada, realizaram desde a escolha das mudas, local adequado e plantio até a colheita e utilização das plantas medicinais por eles cultivadas.

Palavras-chave


Plantas Medicinais; Horta; Escola.

Texto completo:

Artigo_Pdf


Iniciação Científica Cesumar
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9192 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1518-1243 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.