O papel social da Educação Física frente ao problema da obesidade na infância e adolescência

Cezar Aparecido Correa de Lima, Amauri Aparecido Bássoli de Oliveira

Resumo


Diversos estudos têm demonstrado o aumento do índice de obesidade na população em geral. Os costumes contemporâneos têm favorecido este aumento principalmente no caso de crianças e adolescentes, tendo em vista que suas atividades não são equivalentes às praticadas por gerações anteriores. Para tanto, este estudo, de cunho bibliográfico, efetuou uma análise sobre a contribuição da Educação Física e a sociedade, retratando principalmente, seu papel no âmbito escolar. No segundo capítulo, discorremos sobre a obesidade como um problema social, mostrando alguns conceitos, causas e conseqüências sobre este mal, considerando hoje como uma epidemia. Em seguida, no capítulo três, demos ênfase à obesidade na infância e na adolescência, analisando os períodos onde ocorre e os riscos causados pelo excesso de peso em tenra idade. por fim, analisamos o papel social da Educação Física em relação ao problema da obesidade na infância e adolescência, discorrendo sobre a Educação Física na escola e fora dela, com um papel de intervenção e transformação em nossa sociedade. Consideramos, portanto, que a Educação Física no ambiente escolar desempenha papel formativo e informativo de destacada relevância social, pois trata de temas imprescindíveis à aquisição de hábitos saudáveis que poderão contribuir no usufruto de uma melhor qualidade de vida.

Palavras-chave


educação física; sociedade; obesidade; infância/adolescência

Texto completo:

Artigo_pdf


Iniciação Científica Cesumar
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9192 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1518-1243 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.