Governança e Gestão Internacional: Financiamentos de Empresas Multinacionais Brasileiras na América do Sul

Thiago Manolo Mautone Monteagudo, Ana Lucia Malheiros Guedes, Amanda Nieto de Almeida

Resumo


A pesquisa que originou este artigo visava dar prosseguimento ao refinamento do modelo interdisciplinar de governança e gestão internacional (GUEDES, 2010) que reconhece as interfaces entre os âmbitos de governança e gestão, que resultam da crescente influência de organizações (governamentais) internacionais e de empresas multinacionais na América do Sul. Neste artigo, especificamente, a influência do âmbito político/governamental está representada pelo papel de fomento assumido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na América do Sul no financiamento de empresas multinacionais brasileiras. Desta forma, este artigo objetiva apresentar os resultados da coleta e análise de dados realizada no período de novembro de 2013 a junho de 2014, por meio de pesquisa documental. Os resultados indicam que as três empresas selecionadas (Odebrecht, Andrade Gutierrez e OAS) se beneficiaram de financiamentos do BNDES para execução de projetos nos seguintes países: Argentina, Bolívia, Colômbia, Chile, Equador, Peru, Venezuela, Paraguai e Uruguai. Estes projetos refletem também o estreitamento das relações governo-governo e governo-empresa na região.

Palavras-chave


Banco de Desenvolvimento; Gestão Internacional; Governança Internacional; Multinacionais Brasileiras.

Texto completo:

PDF


Iniciação Científica Cesumar
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9192 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1518-1243 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.