Vivências de Crianças e Adolescentes com Câncer: O Desenho Fala

Adryene Milanez Rezende, Valéria Fernandes Dias Silva Brito, Júlia Dias Malta, Virgínia Torres Schall, Celina Maria Modena

Resumo


A Psico-Oncologia Pediátrica objetiva a compreensão das dimensões emocionais, comportamentais e físicas do enfrentamento do câncer. Compreende-se que a apropriação das situações vividas com a doença e com o tratamento propiciam a elaboração do adoecer. Foi objetivo desta pesquisa descrever como a criança e o adolescente portadores de câncer se relacionam com a doença através de desenhos e entrevistas. Participaram do estudo 12 crianças e adolescentes de 4 a 16 anos, portadoras de diferentes tipos de câncer, atendidos em Hospitais Públicos do SUS e hospedados em Casas de Apoio. A análise dos desenhos e relatos demonstrou serem estes instrumentos que auxiliam na percepção da vivência, ampliando as possibilidades de compreensão dos sentimentos dos pacientes no período do tratamento.

Palavras-chave


Câncer; Desenho; Projeção; Casa de Apoio; Cancer; Drawing; Projection; Support Houses.

Texto completo:

Artigo_Pdf


Iniciação Científica Cesumar
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9192 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1518-1243 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.