As Representações da Linguagem Digital dos Estudantes de Psicologia da Universidade Federal do Vale do São Francisco – UNIVASF

Geida Maria Cavalcantti de Souza, Gleice Oliveira Cordeiro, Jackeline Maria Souza

Resumo


Este estudo objetivou observar as representações da linguagem digital e suas características no contexto virtual. Pontuou-se o que é peculiar a essa grafia utilizada na produção escrita e sua relação com a subjetividade, além de analisar a sua influência na produção acadêmica. Fez-se uma reflexão dos e-mails enviados e recebidos e também dos questionários aplicados a trinta discentes do curso de Psicologia da UNIVASF. As mudanças identificadas na escrita ficaram restritas ao ciberespaço e consistem em abuso de pontuação, supressão de vogais, substituição de algumas letras por outras que representem o mesmo fonema, uso de ícones para expressar sentimentos; logo levam a inferir que as pessoas conseguem discernir o espaço que permite a escrita virtual, contemplando a flexibilidade da linguagem em conformidade com o contexto utilizado.

Palavras-chave


Internet; Linguagem Virtual; Produção Acadêmica; Subjetividade; Virtual Speech; Internet; Academic Production; Subjectivity.

Texto completo:

Artigo_Pdf


Iniciação Científica Cesumar
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9192 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1518-1243 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.