O NÃO-LUGAR DE PESSOAS TRANS NO CURRÍCULO DA DISCIPLINA EDUCAÇÃO FÍSICA EM ESCOLAS DE BELÉM DO PARÁ

Lucas Bernardo Barroso, Wladirson Ronny da Silva Cardoso

Resumo


O presente artigo investiga a influência da educação, especificamente a Educação Física com pessoas transexuais de Belém do Pará. Tem como objetivo descrever as contribuições positivas, negativas ou indiferentes da educação e da Educação Física, perante á vida social de pessoas transexuais. Caracteriza-se como uma pesquisa de teor qualitativo, utilizando de pesquisa de campo junto com entrevistas semiestruturadas com pessoas transexuais que já concluíram o ensino básico. Os dados foram analisados por meio de análise de conteúdo. Os resultados demonstraram que a educação básica e a Educação Física, em sua maioria, ainda se caracterizam como ambientes segregadores e de grande impacto para estas pessoas, tendo como conclusão do entrevistador e dos interlocutores que a melhor forma para se desenvolver os conteúdos seria por meio de aulas mistas, com estudo mais aberto quanto a gênero e sexualidade.

Palavras-chave


Gênero; Transsexualidade; Escola Básica; Educação Física

Texto completo:

PDF

Referências


ASSIS, M. D. P. Acerca do feminino e do masculino na dança: das origens do balé à cena contemporânea. Programa de Pós-Graduação em Educação Física, UFSC, 2012.

BARRETO, A.; ARAÚJO, L.; PEREIRA, M. E. Gênero e diversidade na escola: formação de professoras/ES em gênero, orientação sexual e relações étnico-raciais. Rio de Janeiro: CEPESC; Brasília: SPM, 2009.

BUTLER, J. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

CARTILHA PARA A DIVERSIDADE. População LGBT: um guia da cidadania no Pará - Conceitos, Direitos Humanos, Políticas Públicas, Espaços, Conquistas e Participação Social. Belém, PA: Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos – SEJUDH; Gerência de Proteção à Livre Orientação Sexual - GLOS/SEJUDH, 2017.

DAOLIO, J. Da cultura do corpo. Campinas: Papirus, 1995.

DESLANDES, S. F.; Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. [s.l.]: Vozes, 2009.

DEZANI, G.S. et al. A importância das aulas de Educação Física no ensino infantil. Revista Científica da Faculdade de Educação e Meio Ambiente, v. 5, n. 2, p. 115-124, jul./dez. 2014.

DORNELLES, P.G. ‘Distintos destinos’: problematizando as relações de gênero nas aulas separadas entre meninos e meninas na Educação Física escolar. In: SEMINÁRIO FAZENDO GÊNERO, 7., Anais... [s.l.]: PPGEdu/UFRGS, 2006.

DORNELLES, P.G.; FRAGA, A.B. Aula mista versus aula separada?: uma questão de gênero recorrente na Educação Física Escolar. Revista Brasileira de Docência, Ensino e Pesquisa em Educação Física, v. 1, n. 1, p.141-156, Ago. 2009.

FARO, V.H. Educação como exercício de poder: uma crítica ao senso comum em educação. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2010. (Coleções questões da nossa época, v. 4)

FRANZINI, F. Futebol é “Coisa pra macho”? Pequeno esboço para uma história das mulheres no país do futebol. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 25, n. 50, 2005.

FRANCO, N. A Educação Física como território de demarcação dos gêneros possíveis: vivências escolares de pessoas travestis, transexuais e transgêneros. Motrivivência v. 28, n. 47, p. 47-66, maio 2016.

FREITAS; A.P.A.; SILVEIRA, N.L.D. Ética na pesquisa com sujeitos humanos: aspectos a destacar para investigadores iniciantes. Psicol. Argum., v. 26, n. 52, p. 35-46, jan./mar, 2008.

GERHARDT, T.E.; SILVEIRA, D.T. (Org.). Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Ed. da UFRGS, 2009. 120 p. (Série Educação a Distância).

GOELLNER, S.V. A produção cultura do corpo. In: LOURO, G.L.; FELIPE, J.; GOELLNER, S.V. (Org). Corpo, gênero e sexualidade: um debate contemporâneo na educação. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003. p. 28-40.

JAYME, J.G. Travestis, Transformistas, Drag-Queen, Transexuais: identidade, corpo e gênero. In: CONGRESSO LUSO-AFRO-BRASILEIRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, 8., Coimbra, PT. Anais... Coimbra, Portugal: Centro de Estudos Sociais da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (CES - FEUC), 2004.

JESUS, J.G. Orientações sobre identidade de gênero: conceitos e termos. Guia técnico sobre pessoas transexuais, travestis e demais transgêneros, para formadores de opinião. 2. ed. rev. e ampl. Brasília, DF: Ed. do Autor, 2012.

JUNQUEIRA, R.D. Pedagogia do armário e currículo em ação: heteronormatividade, heterossexismo e homofobia no cotidiano escolar. Discursos fora da Ordem: deslocamentos, reinvenções e direitos. São Paulo: Annablume, 2012. (Série Sexualidades e Direitos Humanos).

LOURO, G.L. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. 6. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

LOURO, G.L. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

MANUAL LGBT. O Compromisso das Empresas com os Direitos Humanos LGBT: orientações para o mundo empresarial em ações voltadas a lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. São Paulo: Instituto ETHOS, 2013.

MORO, L.R.; STEPHANSSON, S. von der O. A ação pedagógica do professor de Educação Física do 6º e 7º ano. Revista Educação em Destaque, v. 1, n. 1, abr. 2008.

OLIVEIRA, V.R. de. Desmistificando a pesquisa científica. Belém: Ed. Universitária UFPA, 2008.

PARO, V.H. Educação como exercício do poder: crítica ao senso comum em educação. São Paulo: Cortez, 2008.

PICCOLO, V.L. Educação Física escolar: ser ou não ter?; Campinas: Ed. da UNICAMP, 1993.

PIRES, P.A.G. A escola e sua contribuição na formação de sujeitos: um olhar a partir da nova concepção de currículo. In: CONGRESSO DE LETRAS: LINGUAGEM E CULTURA: MÚLTIPLOS OLHARES, 6., 2007. Anais... [s.l.; s.n.], 2013.

PRINCÍPIOS DE YOGYAKARTA: Princípios sobre a aplicação da legislação internacional de direitos humanos em relação à orientação sexual e identidade de gênero. Indonésia, [s.n.], 2007.

ROCHA, M.V.; SÁ, I. R. Transexualidade e o direito fundamental à identidade de gênero. RIDB, v. 2, n. 3, 2013.

SAMPAIO, L.L.P.; COELHO, M.T.Á.D. A transexualidade na atualidade: discurso científico, político e histórias de vida. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL ENLAÇANDO SEXUALIDADES, 3., Salvador. Anais... Salvador: UNEB, 2013.

SOUZA, H.A.; BERNARDO, M.H. Transexualidade: as consequências do preconceito escolar para a vida profissional. Bagoas, n. 11, 2014.

WILM, L. Compreendendo o que é orientação sexual, identidade, expressão e papel de gênero. In: CORPO Transitivo: transgeneridade, orientação sexual, teoria queer, transfeminismo, recorte de raça, lesbianidade. Belém, Pará: [s.n.], 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/1518-1243.2018v20n1p17-30

Iniciação Científica Cesumar
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9192 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1518-1243 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.