ATLAS LINGUÍSTICO DO AMAPÁ: UM RECORTE DA VARIAÇÃO LEXICAL NO FALAR AMAPAENSE

Celeste Maria da Rocha Ribeiro, Cássia de Souza Ferreira

Resumo


Este estudo objetiva evidenciar alguns casos de variação lexical observada em determinadas cartas do atlas linguístico do Amapá – ALAP. A análise dos dados lexicais segue os pressupostos teórico-metodológicos da sociolinguística, da dialetologia pluridimensional e da geografia linguística; dessa forma, a imagem projetada sobre a variação na língua, não se limita ao aspecto geográfico, mas também considera fatores sociais como aspectos relevantes no registro da diversidade lexical. A coleta de dados ocorreu em dez localidades do Estado do Amapá, por meio da aplicação de um questionário semântico-lexical, composto por 202 questões, distribuídas em 14 campos semânticos. Foram ouvidos 40 falantes no total, quatro por cidade; os resultados apresentados no ALAP demonstram o perfil da variação lexical das localidades investigadas e fornecem um panorama da produtividade de determinados itens no vocabulário amapaense. Para este trabalho, apresenta-se um recorte desse perfil, por meio de três itens lexicais considerados produtivos, em termos de variantes, e, que foram retratados em três cartas linguísticas do referido atlas.

Palavras-chave


Variação linguística; Atlas linguístico; Variantes lexicais

Texto completo:

PDF

Referências


ARAGÃO, M.S.S. de. Estudos Dialetais e Sociolinguísticos do português do Brasil. Littera, São Luís, v. 1, n. 3, p. 7-25, 2001.

ARAGÃO, M. S. S. de. O Léxico da Região do Norte do Brasil. In: ARAGÃO, M. S. S. (Org.). Estudos em Lexicologia, Lexicografia, Terminologia e Terminografia. Fortaleza: UFC/Mídia, 2009. p. 71-86.

BAGNO, M. Nada na língua é por acaso: por uma pedagogia da variação linguística. São Paulo: Parábola, 2007.

BIDERMAN, M. T. C. As ciências do Léxico. In: OLIVEIRA, A. M. P. P.; ISQUERDO, A. N. (Org.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. 2. ed. Campo Grande, MS: Ed. UFMS, 2001. p. 13-22.

BRANDÃO, S. F. A Geografia Linguística no Brasil. São Paulo: Ática, 1991.

CARDOSO, S. A geolinguística no terceiro milênio: monodimensional ou pluridimensional? Revista GELNE, Rio Grande do Norte, v. 4, n. 2, 2002. Disponível em: . Acesso em: 07 dez. 2017.

CARDOSO, S. Geolinguística: tradição e modernidade. São Paulo: Parábola, 2010.

FERREIRA, C.; CARDOSO, S. A Dialetologia no Brasil: metodologia do trabalho dialetal, inquérito linguístico e atlas dialetológico, regionalismos léxicos. São Paulo: Contexto, 1994.

FREITAG, R. M. K. Idade: uma variável sociolinguística complexa. Línguas & Letras. v. 6, n. 2, p. 105-121, 2005.

IBGE – Censo Demográfico 2017, Estado do Amapá. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2018.

ISQUERDO, A. N. Vocabulário do seringueiro: campo léxico da seringa. In: OLIVEIRA, A. M. P. P.; ISQUERDO, A. N. (Org.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. Campo Grande, MS: Ed. da UFMS, 2001. p. 91-100.

OLIVEIRA, Ana Maria Pinto Pires de. Regionalismos brasileiros: a questão da distribuição geográfica. In: OLIVEIRA, A. M. P. P.; ISQUERDO, A. N. (Org.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. Campo Grande, MS: Ed. da UFMS, 2001. p. 109-115.

PAIM, M.M.P. A variação lexical do português falado no Brasil: reflexões sobre o campo semântico vestuário e acessórios nos dados do Projeto ALiB. In: VI SIMPÓSIO INTERNACIONAL DOS ESTUDOS DOS GÊNEROS TEXTUAIS, 2011, Natal. Simpósio Internacional de Estudos dos Gêneros Textuais, 6., 2011. Anais eletrônicos... Natal, UFRN, 2011. Disponível em: . Acesso em: 22 jun. 2018.

RAZKY, A.; RIBEIRO, C. M. da R.; SANCHES, R. D. Atlas linguístico do Amapá. São Paulo: Labrador, 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/1518-1243.2018v20n2p171-180

Iniciação Científica Cesumar
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9192 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1518-1243 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.