Efeitos dos Extratos de Guaco (Mikania glomerata S.) e Mil-Folhas (Achillea millefolimL.) Sobre o Crescimento de Pleurotus ostreatus “Florida” em Cultura Submersa

Josyane Mendes Murilho, Stellla Lopes de Faria, Fábio Rogério Rosado

Resumo


Os efeitos biológicos associados às moléculas produzidas por plantas medicinais têm sido pesquisados em diversas plantas, tanto no Brasil quanto em outros países. Um grande número de pessoas em todo o mundo faz uso dessas plantas de forma empírica. O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial antimicrobiano do extrato aquoso bruto de mil-folhas (Achillea millefolium L.) e guaco (Mikania glomerata S.) em duas diferentes concentrações sobre o crescimento e produção de biomassa do fungo micelial Pleurotus ostreatus “florida” cultivado em cultura submersa, objetivando analisar a influência desses extratos frente a este microrganismo. O fungo foi cultivado em meio de cultura BD (batata-dextrose), período em que esteve em contato com os extratos. Aparentemente, o extrato aquoso de mil-folhas promoveu um aumento na produção de biomassa de Pleurotus ostreatus “florida”, como pode ser confirmado pelo aumento da biomassa (xcontrole= 2.0 g/l; xextrato= 2.4 g/l). O extrato de guaco influenciou negativamente o crescimento de P. ostreatus “florida” nas condições do ensaio (xcontrole= 2.3 g/l; xextrato= 1.33 g/l). Experimentos complementares serão desenvolvidos para a confirmação destes resultados.

Palavras-chave


Plantas Medicinais; Antimicrobiano; Extrato Bruto; Medicinal Herbs; Antimicrobial; Crude Extract.

Texto completo:

Artigo_Pdf


Iniciação Científica Cesumar
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9192 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1518-1243 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.