Agricultura Biodinâmica: Uma Forma de Autossustentabilidade das Propriedades Rurais

Elisete Dahmer Pfitscher, Paulo Cesar Pfitscher, Sandro Vieira Soares

Resumo


O desenvolvimento sustentável prioriza a qualidade de vida com o meio ambiente. Implementar a autossustentabilidade das pequenas propriedades rurais é uma nova tendência: trabalhar de forma participativa em cadeias produtivas inseridas em linhas de atuação de agropólos. Analisar as perspectivas do cultivo biodinâmico de arroz, como alternativa de sobrevivência das pequenas propriedades rurais. A pesquisa realiza-se em três fases distintas, a primeira, com entrevistas semiestruturadas, com profissionais ligados ao ramo, como pesquisadores da EMBRAPA, EPAGRI, entre outros; administradores de empresas envolvidas com o cultivo biodinâmico e empresas responsáveis pela distribuição dos produtos. A segunda, com o foco nas propriedades rurais, mobiliza vários atores: agricultores, produtores rurais e extensionistas, com intuito de verificar as empresas rurais que usam o método biodinâmico e a conscientização em usá-lo. A terceira fase compreende um estudo de caso de arroz ecológico. O cultivo biodinâmico é praticado com rizipiscicultura, agregando valor à propriedade. Aves e plantas também compõem este sistema de produção. Desta forma, o trabalho comprova que a agricultura biodinâmica tende a ser uma solução atual e futura de sobrevivência, conforme mostra o estudo de caso arroz ecológico, como também a melhoria da produtividade é alcançada com as novas tecnologias empregadas neste método de cultivo.

Palavras-chave


Gestão; Agricultura Biodinâmica; Sustentabilidade.

Texto completo:

Artigo_Pdf


Revista em Agronegócio e Meio Ambiente


Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 2176-9168 On-line
ISSN 1981-9951 Versão impressa interrompida em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.