Cianobactérias em Reservatórios Brasileiros e Seus Prejuízos à Saúde Pública

Daniel Mantovani, Alexandre de Souza Moser, Diego Matos Favero

Resumo


A revisão é baseada no perfil dos reservatórios brasileiros, rios e lagos comparando a qualidade da água com a presença de cianobactérias produtoras de toxinas responsáveis por diversos surtos de enfermidades, e, no outro extremo, existem alguns gêneros de cianobactérias que podem ser utilizadas na alimentação humana e animal. A quantidade de cianobactérias presentes na água apresenta um grande risco para a população, causando diversos casos de enfermidades e levando à morte. A presença da toxina provinda de cianobactérias está relacionada com a falta de investimentos no saneamento básico. As cianobactérias são capazes de ficar retidas na água após os tratamentos realizados pelas estações de água, fazendo ataques nas tubulações que levam a água ao consumidor, comprometendo a sua qualidade. Estudos desenvolvidos demonstraram que alguns gêneros de cianobactérias podem ser utilizados na alimentação humana e animal, por apresentar em sua composição teores ricos em nutrientes como aminoácidos essenciais.

Palavras-chave


Cianobactérias; Qualidade da Água; Enfermidades.

Texto completo:

Artigo_Pdf


Revista em Agronegócio e Meio Ambiente


Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 2176-9168 On-line
ISSN 1981-9951 Versão impressa interrompida em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.