Habenaria Repens: Distribuição Espacial e Correlação com Fatores Abióticos de uma Orquídea Emergente Invasora em Fragmento Mesófilo Brasileiro

Cristiano Pedroso-de-Moraes, Thiago Souza-Leal

Resumo


Habenaria repens é uma exceção entre as Orchidaceae devido à ampla distribuição geográfica e ao hábito emergente. O presente estudo objetivou analisar a distribuição espacial da espécie, além de verificar se há correlação entre imaturos e maturos com os padrões microclimáticos em Fragmento Estacional Semidecidual do Estado de São Paulo. A identificação do padrão de distribuição ocorreu pela alocação de 20 parcelas de 20 x 10 m, posteriormente reduzidas para 10 x 10 m, onde foram calculados o Índice de Morisita (IM) e a Razão Variância/Média (R). Para identificação das correlações utilizou-se o índice de correlação de Spearman (r). Imaturos e maturos apresentaram agregação nas parcelas de 100 m² e 200 m², sendo esta maior para maturos em ambos os casos. O índice de correlação obtido entre imaturos e maturos foi superior a 0.8, indicando dependência entre tais populações. Todos os fatores abióticos analisados mostraram-se importantes para a alocação das plantas ao longo das parcelas, com uma correlação moderada com as abundâncias.

Habenaria Repens: Spacial Distribution and Co-relationship with Abiotic Factors of an Invasive Emergent Orchid in a Brazilian Mesophile Fragment

Habenaria repens is an exception among Orchidaceae due to its wide distribution and emergent habits. Current analysis investigates the spatial distribution of the species and verifies whether there is a co-relationship between mature and immature by microclimate standards in a Semideciduous Seasional Fragment in the state of São Paulo, Brazil. The distribution standard was identified by 20 parcels measuring 20 x 10 m, later reduced to 10 x 10 m, where Morisita Index (MI) and Ratio Variance/Means (R) were calculated. Spearman´s correlation index (r) was employed to identify the correlations. Immature and mature had an aggregation in the 100 m² and 200 m² parcels, the latter being higher for mature ones in the two cases. Correlation index between immature and mature was higher than 0.8 and showed dependence between the populations. All the abiotic factors analyzed were important for plants throughout the parcels, with moderate correlation with abundances.

KEYWORDS: Ontogenetic Stages; Orchidaceae; Spatial Standard.

Palavras-chave


stádios Ontogenéticos; Orchidaceae; Padrão Espacial

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2015v8nEd.esp.p111-136

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente


Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 2176-9168 On-line
ISSN 1981-9951 Versão impressa interrompida em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.