Levantamento Florístico das Espécies Arbóreas de um Trecho de Mata Ciliar no Município de Astorga, Paraná, Brasil

Letícia Mônica Garcia, Mariza Barion Romagnolo

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo conhecer a composição florística e estágio sucessional das espécies arbóreas que compõem as margens da mata ciliar do Ribeirão da Içara (23º09’51.74’’S e 51º39’21.60’’W), no município de Astorga, na região norte do Estado do Paraná. O clima da região é classificado como Cfa, e altitude média de 532 m. A área de estudo apresenta 0,5 ha, pertence ao domínio de Floresta Estacional Semidecidual, consiste em um trecho de mata ciliar formado por uma vegetação nativa com agrupamentos densos de árvores, cipós (trepadeiras), pouca vegetação rasteira e reflorestamento. A ocupação do solo do entorno é a pecuária e a produção de culturas de cana-de-açúcar e laranja. As coletas de material botânico foram realizadas através de expedições mensais com duração de três dias no período de dezembro de 2010 a março de 2011. Foram amostrados os indivíduos arbóreos em estágio reprodutivo, os quais foram incorporados ao acervo do HUEM. Algumas espécies foram coletadas apenas suas partes vegetativas. O material coletado foi identificado com auxílio de bibliografia específica e por comparação com o material do acervo do HUEM, seguindo o sistema APG III. As espécies foram classificadas quanto ao estágio sucessional através de consulta a bibliografias específicas e observações de campo, sendo que as exóticas e as indeterminadas não foram consideradas para esta análise. Foram registradas 84 espécies reunidas em 77 gêneros e 28 famílias, das quais seis foram identificadas apenas em nível de gênero, quatro ao nível de família e uma de família indeterminada. Fabaceae apresentou o maior número de espécies (23), seguida de Myrtaceae com seis, Malvaceae e Meliaceae com cinco, Anacardiaceae, Bignoniaceae, Euphorbiaceae e Sapindaceae com quatro, Rutaceae com três. Nestas famílias estão contidos 69,05% do número de espécies. O gênero com maior número de espécies foi o Machaerium (três). Quanto ao estágio sucessional, 35,93% das espécies pertencem à classe sucessional pioneira, 32,81% secundária inicial, 20,31% secundária tardia e 10,44% clímax. Este resultado, com predomínio de espécies pioneiras e secundárias, mostra que existe uma substituição gradual das espécies, o que possivelmente pode estar relacionado com a retirada de espécies de importância comercial.

Flower Survey of Tree Species of Riparian Vegetation in Astorga, Brazil

The floristic composition and successional stage of tree species in riparian vegetation of the Ribeirão da Içara (23º09’51.74’’S and 51º39’21.60’’W) in the municipality of Astorga in the northern region of the state of Paraná, Brazil, are analyzed. Climate is Cfa and average altitude is 532 m. The 0.5 ha area under analysis belongs to the Semideciduous Seasonal Forest and consists of a stretch of riparian vegetation formed by native vegetation with dense tree groups, creepers, ground vegetation and reforestation. Surrounding ground is occupied by livestock and the production of sugar cane and orange trees. Botanic material was collected by 3-day monthly expeditions between December 2010 and March 2011. Tree specimens in the reproduction stage were sampled and voucher specimens were incorporated to the collection of the State University of Maringá. Only the vegetal parts of some species were collected and the material was identified by specific bibliography and compared with specimens at the university, following the APG III system. Species were classified with regard to their successional stage by specific bibliography and field observations, although exotic and indeterminate plants were not taken into account in current analysis. Eighty-four species, with 77 genera and 28 families, were registered. Six were identified at genus level, four at family level and one family was undetermined. The Fabaceae had the highest number of species (23), followed by Myrtaceae (6), Malvaceae and Meliaceae (5), Anacardiaceae, Bignoniaceae, Euphorbiaceae and Sapindaceae (4), Rutaceae (3). Further, 69.05% of species belong to these families. Machaerium (3) was the genus with the highest number of species. With regard to the successional stage, 35.93% were species of the pioneer succession class; 32.81% initial secondary class; 20.31% late secondary class and 0.44% climax class. Results, featuring predominantly pioneer and secondary species, show a gradual replacement of species, perhaps related to the removal of commercially relevant species.

KEYWORDS: Água do Içara Stream; Successional Stage; Native Vegetation.

Palavras-chave


Córrego Água do Içara; Estágio Sucessional; Vegetação Nativa

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2015v8nEd.esp.p71-93

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente


Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 2176-9168 On-line
ISSN 1981-9951 Versão impressa interrompida em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.