PRODUÇÃO DA CARNE CUNÍCULA NO BRASIL COMO ALTERNATIVA SUSTENTÁVEL

Andrei Bonamigo, Cristiane Duarte, César Augustus Winck, Simone Sehnem

Resumo


O objetivo deste estudo foi identificar os subsídios necessários para tornar a produção da carne cunícula no Brasil uma alternativa sustentável. O aumento da demanda por produtos de origem animal desencadeou uma reorganização do setor de produção pecuária de forma a se readequar para suprir a demanda gerada. Esse cenário remete consequentemente aos mais variados impactos, especialmente no que tange ao meio ambiente. Diante dessa abordagem, a busca por produtos cárneos alternativos que promovam a redução desses impactos na natureza torna-se importante, além do retorno econômico aos produtores. Por meio de análise de dados secundários, relacionados ao tema, o estudo apresentou, via matriz SWOT, os fatores envolvidos no desenvolvimento da cunicultura no Brasil e apontou a atividade como uma alternativa sustentável à pecuária tradicional com potencial para complementar a renda dos produtores e ser um alimento complementar das espécies tradicionais, produzidas e consumidas no Brasil.

Palavras-chave


Sustentabilidade, Agronegócio, Coelho, Alimentos alternativos, Pecuária sustentável.

Texto completo:

PDF

Referências


ACBC – Associação Científica Brasileira de Cunicultura. A cunicultura e o Desenvolvimento Sustentável. Disponível em: . Acesso em: 16 abr. 2014.

BARBOSA, P. R. A. Índice de sustentabilidade empresarial da bolsa de valores de São Paulo (ISE-BOVESPA): exame da adequação como referência para aperfeiçoamento da gestão sustentável das empresas e para formação de carteiras de investimento orientadas por princípios de sustentabilidade corporativa. 2007. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, Instituto COPPEAD de Administração, 2007.

BRASIL. Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Exportação. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2014.

BRUNDTLAND, G. H. Our common future: the world commission on environment and development. Oxford: Oxford University Press, 1987.

CARRANZA, J. Método de planificación del desarrollo tecnológico em cadenas agroindustriales que integran princípios de sostenibilidad y competitividad. La Haya, ISNAR, 1998.

CARVALHO, R. C. Caracterização da produção cunícula nas regiões De Trás-os-Montes, Minho e Galiza. Vila Real. Dissertação apresentada na Universidade de Tras-os-Montes e Alto Douro. 2009. 139p.

COLIN, M. La conigliocoltura nei paese dela CEE. Rivista di conigliocoltura, Bologna, v. 29, n. 12, p.13-22, 1992.

COMBES S. Valeurnutritionnelle de la viande de lapin. Prod. Anim., v. 17, p. 373–383, 2004.

CONFORTO, E. C., AMARAL, D. C., SILVA, S. L. D. Roteiro para revisão bibliográfica sistemática: aplicação no desenvolvimento de produtos e gerenciamento de projetos. In: Anais Congresso Brasileiro de Gestão de Desenvolvimento de Produtos, 2011.

DALLE ZOTTE A. Main factors influencing the rabbit carcass and meat quality. In: Proceedings of the 7th World Rabbit Congress, 2000. Proceedings... Valencia, Spain: [s.n.], 2000. p. 1–32.

DJAGO, Y. A.; KPODEKON, M.; LEBAS, F. Méthodes et techniques d’Élevage du lapin. Elevageen milieu tropical. Cuniculture.info, 2007.

DOS ANJOS QUEIROZ, C. R. A., ANDRADE, R. R., DE LACERDA, Z. C., FERREIRA, M. E. Esterco de coelho: fonte de nutrientes para complementação da adubação. Revista Agrogeoambiental, v. 6, n. 3, 2014.

ELKINGTON, J. Cannibals with forks: the triple bottom line of 21st century business. Oxford: Capstone, 1997.

FAO - Food and Agriculture Organization of the United Nations. FAOSTAT Agriculture data. Disponível em: . Acesso em: 25 fev. 2014.

FAO - Food and Agriculture Organization of the United Nations. Aumenta as emissões de gases de efeito estufa da agricultura. Disponível em: . Acesso em: 06 mar. 2016.

FAO - Food and Agriculture Organization of the United Nations. Livestock impacts on the environment. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2014.

FAO - Food and Agriculture Organization of the United Nations. Tackling climate change through livestock: A global assessment of emissions and mitigation opportunities. Disponível em: . Acesso em: 06 mar. 2016.

FERREIRA, W. M. The rabbit Production in Brazil. In: Rabbit Congress of the Americas, 4., 2010, Córdoba. Proceedings... Córdoba: American Branch of the World Rabbit Science Association, 2010. p. 1-8.

FINZI, A. Raising rabbits for food security. In: World Rabbit Congress, 7., 2010, Valencia. Proceedings... Valencia: World Rabbit Science Association, 2000. p. 13-38.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1999.

GONZÁLEZ-REDONDO P. Proposal of a nest box for the reproduction of wild rabbits (Oryctolagus cuniculus) in cages. World rabbit Sci 14, 115-121, 2006.

HERNÁNDEZ, P.; ALIAGA, S.; PLA, M.; BLASCO, A. Relationships between meat quality measurements in rabbits fed with three diets of different fat type and content. Meat Science, Barking, v. 55, n. 4, p. 379-384, 2000. Disponível em: . Acesso em: 05 jun. 2014.

HERNÁNDEZ, P.; ALIAGA, S.; PLA, M.; BLASCO, A. The effect of selection for growth rate and slaughter age on carcass composition and meat quality traits in rabbits. Journal of Animal Science, Champaign, v. 82, n. 11, p. 3138-3143, 2004.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censos. 2012. Disponível em: . Acesso em: 01 de jun. 2013.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Produção da Pecuária Municipal. Disponível em: . Acesso em: 29 de out. 2013.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2010. Cidades. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2014.

ICEA. Instituto Campineiro de Ensino Agrícola, 1969.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 1986. 238p.

LEBAS, F. Y.; OUHAYOUN, J. Influência de la alimentación sobre la calidad de la carne de conejo: características organolépticas y presentación de La canal. Boletín de cunicultura, v. 16, n. 70, p. 16-20, 1993.

LEBAS, F.; COLIN, M. Production et consommation de viande de lapindansle monde estimationenl’an 2000. In: Jornadas Internacionais de Cunicultura, 1., 2000. Anais... Vila Real, Portugal: [s.n.], 2000. p. 3-12.

LUKEFAHR, S. D. Rabbit production in Uganda: Potential versus opportunity. World Rabbit Science, v. 6, n. 3-4, p. 331-340, 1998.

LUKEFAHR, S. D. The Small - Scale Production model: Intermediate Factors. In: Rabbits congress of the Americas, 3rd., 2007, Maringá City - Paraná State - Brazil. 2007. (CD ROM).

MACHADO L. C. Opinião: Panorama da Cunicultura Brasileira. Revista Brasileira de Cunicultura, v. 2, n. 1, 2012.

MCDONALD, M. Plano de Marketing: Planejamento e Gestão estratégica: como criar e implementar. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

MOREIRA, R.M.; CARMO, M.S. Agroecologia na Construção do Desenvolvimento Rural Sustentável. Agric. São Paulo, v. 51, n. 2, p. 37-59, jul/dez. 2004.

PAC - Programa Agricultura Comum. Lisboa. Disponível em: . Acesso em: 25 fev. 2014.

PERLAS, N. The seven dimensions of sustainable agriculture. In: Shiva, V. ; Mosher. (Ed.). Biopolitics. London & New Jersey: Zed Books, 1995. p. 234-266.

PORTAL ADMINISTRADORES. Análise SWOT (Matriz): Conceito e Aplicação. Disponível em: . Acesso em: 25 fev. 2014.

PRETTY, J. Agriculture: reconnecting people, land and nature. Earthscan; London, UK: 2002. p. 261.

SANTOS, F. B. Cunicultura: análise de viabilidade de gerar uma empresa voltada para criação de 500 coelhos por mês em Feira de Santana, Bahia. 2010. 93f. Monografia (Bacharel em Administração) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Feira de Santana, BA.

SCHALLER, N. Sustainable agriculture and the environment: the concepto agricultural sustainability. Agriculture, Ecosystems and Environment, v. 46, p. 89-97, 1993.

SOUZA FILHO, H. M. Desenvolvimento agrícola sustentável. In: BATALHA, M. O. (Coord.). Gestão Agroindustrial: GEPAI: Grupo de Estudos e pesquisas Agroindustriais. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2012, v. 1, p. 585-627.

SUTTLE, N.F. Mineral Nutrition of Livestock. 4th ed. CAB International, Oxfordshire, UK, 2010.

TEODORO, P. A. V. B.; NAZZARI, R. K.; BERTOLINI, G.R.F. MIYAZAKI, J; GAFFURI J., SCHMIDT, R. M. Agricultura familiar: uma alternativa para o desenvolvimento sustentável. Disponível em: . Acesso em: 16 jun. 2014.

TVARDOVSKAS. L. Coelho. São Paulo, 2012. Disponível em: . Acesso em: 11 mar. 2014.

VELASQUEZ, F.; PLAZA, J.; GUTIERREZ, B.; RODRIGUEZ, G.; ROMERO, M.; XICCATO, G.; TROCINO, A. Italy, a system of integrated rabbit production. Livro de Comunicações do II Congresso Ibérico de Cunicultura, 2007. p. 175-184.

VIEIRA, M. I. Carne de Coelho. Rural News 2008. Disponível em:. Acesso em:19 abr. 2014.

WANDERLEY, N. Raízes históricas do campesinato brasileiro. In: TEDESCO (Org.). Agricultura familiar: realidades e perspectivas. Passo Fundo- RS: UPF, 2001, 405p.

WILLIAMS, P.G. Nutritional composition of red meat. Nutr. Diet., v. 64, Suppl. 4, p. 113–119, 2007.

ZHANG, F. The rabbit industry in China. Journal of Applied Rabbit Research, v. 12, p. 278-279, 1990.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2017v10n4p1247-1270

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1981-9951 Impressa
ISSN 2176-9168 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.