Viabilidade Financeira de Alimentos Orgânicos da Agricultura Familar para o Programa Nacional de Alimentação Escolar em Toledo, Paraná, Brasil

Jamila El Tugoz, Geysler Rogis Flor Bertolini

Resumo


Este artigo teve como objetivo analisar se existe viabilidade financeira em uma propriedade rural do município de Toledo, Paraná, Brasil, na produção agrícola orgânica de tomate, cenoura e alface, para os serviços de alimentação nas escolas estaduais do Paraná como fator de sustentabilidade da agricultura familiar. Aplicou-se uma entrevista aberta, a fim de obter os valores de custo da produção dos produtos orgânicos com o modelo de análise de investimentos para fabricação de produtos ecologicamente corretos. Os resultados obtidos indicaram que há viabilidade econômica dos produtos selecionados, embora, considerando a demanda existente e os valores praticados no mercado tradicional para o tomate orgânico serem superiores àqueles pagos pelo programa do governo, se torna inviável sua comercialização ao Programa Nacional de Alimentação Escolar. Quanto aos produtos cenoura e alface, estes não possuíam demanda suficiente no mercado tradicional para suprimir a oferta da propriedade rural, de tal forma que o programa apresentava-se viável pela segurança de venda.

Palavras-chave


Alimentos Orgânicos; PNAE; Sustentabilidade; Viabilidade Econômica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2016v9n1p117-134

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente


Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 2176-9168 On-line
ISSN 1981-9951 Versão impressa interrompida em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.