O Potencial de Geração de Biogás Proveniente da Criação de Suínos no Oeste do Paraná: Um Estudo Exploratório

Udo Strassburg, Nilton Marques de Oliveira, Weimar Freire da Rocha Junior

Resumo


Este trabalho teve o objetivo de verificar o potencial e a perspectiva da produção de biogás no Oeste do Paraná. Utilizou-se de uma metodologia exploratória com base na literatura. Para tanto, o referencial teórico foi centralizado na geração de biogás na atividade suína, sua produção, sua perspectiva e seu potencial de produção de biogás e as formas de utilização. Os dados utilizados e trabalhados foram obtidos junto ao IPEADATA, à EMBRAPA e à Abipecs. Os resultados apontaram que o Oeste do Paraná tem um grande potencial para geração de biogás, tendo, em 2012, uma população de suínos de 2.085.267 cabeças, com a capacidade de geração de dejetos de 12.094.548 kg. Com essa matéria-prima há condições de gerar 4.233.092 m3 de biogás. As perspectivas dos agentes da atividade suína estarem se envolvendo, cuidando do meio ambiente e, consequentemente, produzindo biogás, são grandes, pois os resultados se mostram favoráveis para que isso aconteça. Assim, o que é necessário para a expansão da produção do biogás são estímulos do governo no sentido de regulamentar a atividade e oferecer incentivos para a produção de energia renovável.

Palavras-chave


Atividade suína; Cuidado com o meio ambiente; Geração de biogás.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2016v9n4p803-818

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente


Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 2176-9168 On-line
ISSN 1981-9951 Versão impressa interrompida em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.