A COMPETITIVIDADE DA AGROINDÚSTRIA DE LATICÍNIOS: UMA INVESTIGAÇÃO NO ESTADO DO PARÁ

Carlos André Corrêa de Mattos, Glenda Maria Braga Abud, Nilson Luiz Costa, Antonio Cordeiro de Santana

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar as estratégias competitivas, utilizadas pelas empresas de laticínios do Estado do Pará. A pesquisa, classificada como exploratória e descritiva, foi realizada na forma de censo e teve como universo as empresas fiscalizadas pelo Serviço de Inspeção Federal (SIF/MAPA) e Estadual (SIE/ADEPARÁ). Ao final da pesquisa, foram realizadas 30 entrevistas, com empresas que aceitaram responder ao questionário. A interpretação dos resultados utilizou indicadores, construídos por técnicas matemáticas e estatísticas, entre eles, o Índice de Desempenho Competitivo (IDC), que possibilitou ranquear as empresas e indicou que apenas 6,7% delas apresentavam alta competitividade, e a análise fatorial, que explicou 80,46% da variância em quatro fatores denominados como Estrutura de Produção (37,97%), Gestão Empresarial (15,89%), Ambiente Locacional (14,89%) e Desempenho Competitivo (11,89%). As conclusões revelaram que as empresas ganharam competitividade nos últimos anos, tendo por base a busca por maiores volumes de produção, economia de escala e participações de mercado, estratégias alinhadas ao mercado de commodities e aos modelos de competitividade estruturalistas. Contudo a manutenção desse processo demanda ações conjuntas da cadeia de produção e da implementação de políticas públicas, destinadas, principalmente, às empresas de menor porte e de fiscalização estadual.

Palavras-chave


Cadeia de produção; Leite e derivados; Análise fatorial; Índice de desempenho competitivo

Texto completo:

PDF

Referências


BAIN, J. Relation of profit rate industry concentration: American manufacturing 1936-1940. Quartely Journal of Economics, v. 65, ago. 1951.

BARROS, G. S. C.; GALAN, V. B.; GUIMARAES, V. A.; BACHI, M. R. P. Sistema agroindustrial do leite no Brasil. Brasília: Embrapa, 2001.

BRITTO, J.; STALLIVIERI, F.; CAMPOS, R.; VARGAS, M. Padrões de aprendizagem, cooperação e inovação em aglomerações produtivas no Brasil: uma análise multivariada exploratória. In: Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação em Economia, 35., 2007. Recife. Anais... Rio de Janeiro: ANPEC, 2007. Disponível em: . Acesso em: 10 dez. 2015.

CARVALHO, G. R. Indústria de laticínios no Brasil. In: STOCK, L. A.; ZOCCAL, R. CARVALHO, G. R.; SIQUEIRA, K. B. Competitividade do agronegócio do leite brasileiro. Brasília: Embrapa. 2011.

COSTA, R.; SILUK, J.; NEUENFELDT JUNIOR, A.; SOLIMAN, M.; NARA, E. A gestão da competitividade industrial por meio da aplicação dos métodos UP e multicritério no setor de frigorífico de bovinos. Revista Chilena de Ingeniería, v. 23, n. 3, p. 383-394, 2015. Disponível em: . Acesso em: 02 dez. 2015.

COUTINHO, L.; FERRAZ, J. C. Estudo da competitividade da indústria brasileira. Campinas: Papirus, 2002.

DILLON, W. R.; GOLDSTEIN, M. Multivariate analysis: methods and applications. New York: John Wiley & Sons, 1984.

FARINA, E. M. M. Q.; AZEVEDO, P. F.; SAES, M. S. M. Competitividade: mercados, estado e organizações. São Paulo: Singular, 1997.

FERRAZ, J. C.; KUPFER, D.; HAGUENAUER, L. Made in Brasil: desafios competitivos para a indústria. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

GAMA, Z, J. C.; SANTANA, A. C.; MENDES, F. A. T.; KHAN, A. S. Índice de desempenho competitivo das empresas de móveis da Região Metropolitana de Belém. Revista de Economia e Agronegócios, v. 5, n. 1, p. 127-159. Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2015.

HAIR JUNIOR; J. F.; ANDERSON, R. E; TATHAM, R. L.; BLACK, W. C. Análise multivariada de dados. Porto Alegre: Bookman, 2009.

HOOLEY, G. J.; SAUNDERS, J. A.; PIERCY N. F. Estratégia de marketing e posicionamento competitivo. São Paulo: Prentice Hall, 2011.

HORTA, R.; SILVEIRA, L.; CAMACHO, M. Competitividad e innovación em la indústria manufacturera em el Uruguay. Revista CTS, v. 10, n. 28, p. 23-49, jan. 2015. Disponível em: . Acesso em: 10 dez. 2015.

MARTINS, G. A. Manual para elaboração de monografias e dissertações. São Paulo: Atlas, 2010.

MARTINS, P. C.; FARIA, V. P. Histórico do leite no Brasil. In: CÔNSOLI, M. A.; NEVES, M. F. Estratégias para o leite no Brasil. São Paulo: Atlas, 2006.

MATTOS, C.A.C.; SANTANA, A.C.S. As contribuições da pecuária leiteira para os agricultores familiares: um estudo no sudeste do estado do Pará. Extensão Rural, v. 21, n. 1, p. 56-71 jan./mar. 2014. Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2015.

OLIVEIRA, M.A.S.; ROSSETO, A. M. Modelo integrado de sustentabilidade e competitividade em meio de hospedagem. Rosa dos Ventos, v. 6, n. 4, p. 546-563, out./dez. 2014. Disponível em: . Acesso em: 25 nov. 2015.

PORTER, M. Competição: on competition. São Paulo: Campus, 2009.

POSSAS, S. Concorrência e competitividade: notas sobre estratégia e dinâmica seletiva capitalista. São Paulo: Hucitec, 1999.

SANTANA, A. C. Competitividade sistêmica das empresas de madeira da região Norte. Belém: FCAP, 2002.

SANTANA, A. C. Índice de desempenho competitivo das empresas de polpa de frutas do Estado do Pará. Revista de Economia e Sociologia Rural, v. 45, n. 3. p. 749-775 jul./set. 2007. Disponível em: . Acesso em: 12 dez. 2015.

SANTANA, A. C.; SILVA, I. M.; SILVA, R. C. S.; OLIVEIRA, C. M.; BARRETO, A. G. T. A sustentabilidade do desempenho competitivo das madeireiras da região Mamuru-Arapiuns, estado do Pará. Teoria e Evidencia Econômica, v. 15, n. 33, p.9-36, jul./dez. 2009. Disponível em: . Acesso em: 08 nov. 2015.

SANTOS, M. A. S.; SANTANA, A .C. S.; RAIOL, L. C. B.; LOURENÇO JUNIOR, J. B. Fatores tecnológicos de modernização da pecuária leiteira no estado do Tocantins. Revista em Agronegócios e Meio Ambiente, v.7, n.3, p. 591-612, set./dez. 2014. Disponível em: . Acesso em: 20 out. 2015.

SCHENEM, A.; BERTOLINI, A. L.; UVEDA, V. R.; BARCELLOS, P. F. P. Estratégia e competitividade sistêmica: estudo de caso do setor vitivinícola da serra gaúcha. Revista de Administração, Contabilidade e Economia, v. 9, n. 1-2, p. 67-90, jan./dez. 2010. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2015.

SEBRAE – SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS. Critérios e conceitos para a classificação de empresas. Disponível em: . Acesso em: 15 nov. 2015.

SILVA, C. L. Competitividade na cadeia de valor. Curitiba: Juruá, 2010.

SOARES, A. C. L. G.; GOSSON, A. M. P. M.; MADEIRA, M. A. L. H; TEIXEIRA, V. D. S. Índice de desenvolvimento municipal: hierarquização dos municípios do Ceará no de 1997. Revista Paranaense de Desenvolvimento, n. 97, p. 71-89, set./dez. 1999. Disponível em: . Acessado em: 20 de nov. 2015.

SOUZA, C. Políticas públicas: uma revisão da literatura. Sociologias, v. 8, n. 16, p. 20 - 45, jul./dez. 2006. Disponível em: . Acesso em: 20 out. 2015.

STALLIVIERI, F.; CAMPOS, R. R.; BRITTO, J. N. P. Indicadores para a análise da dinâmica inovativa em arranjos produtivos locais: uma análise exploratória aplicada ao arranjo eletrometal-mecânico de Joinville/SC. Estudos Econômicos, v. 39, n. 1, p. 185 – 219, jan./mar. 2009. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ee/v39n1/v39n1a07.pdf>. Acesso em: 10 dez. 2015.

STEINDL, J. Pequeno grande capital. São Paulo: Hucitec, 1990.

TAYRA, F.; SILVEIRA, C. D. Setor de distribuição de lácteos: a importância dos supermercados. In: STOCK, L. A.; ZOCCAL, R. CARVALHO, G. R.; SIQUEIRA, K. B. Competitividade do agronegócio do leite brasileiro. Brasília: Embrapa, 2011.

THOMÉ, K. M.; FERREIRA, L. S. Competitividade e estrutura de mercado internacional de café: análise de 2003 a 2012. Coffee Science, v. 10, n 2. p. 184-194, abr./jun. 2015. Disponível em: . Acesso em: 10 dez. 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2017v10n4p1029-1050

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1981-9951 Impressa
ISSN 2176-9168 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.