EMERGÊNCIA DE PLÂNTULAS DE FAVEIRA (Clitoria fairchildiana R.A. Howard) EM DIFERENTES SUBSTRATOS

Breno Marques da Silva e Silva, Ivanize Maria Barros dos Santos, Paulo Adller Alves de Araújo, Rubiene Neto Soares, Camila de Oliveira e Silva

Resumo


Clitoria fairchildiana R.A. Howard, vulgarmente conhecida como faveira, é uma espécie arbórea utilizada na arborização e recomendada para recuperação de áreas degradadas. O objetivo da presente pesquisa foi a avaliação do uso da casca de eucalipto na composição do substrato para a emergência de plântulas de faveira. Na avaliação dos substratos, as sementes foram colocadas em caixas de plástico entre areia, solo, casca de eucalipto, areia e casca de eucalipto (3:1; 1:1; 1:3), solo e casca de eucalipto (3:1; 1:1; 1:3) e areia, casca de eucalipto e solo (1:1:1; 1:2:1; 1:4:1), mantidas em casa de vegetação. Foram avaliados a porcentagem, velocidade de emergência e a biometria das plântulas de faveira. A emergência de plântulas de faveira é menos influenciada pelas proporções de eucalipto no substrato (solo e/ou areia) em comparação com o vigor de suas plântulas. Os substratos mais adequados para a emergência de plântulas de faveira são areia (A), casca de eucalipto triturada (C), Solo (S) + C (3:1), S + C (1:3), A + C (3:1) e A + C (1:3).

Palavras-chave


Fabaceae; Germinação de sementes; Produção de mudas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2017v10n2p555-566

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1981-9951 Impressa
ISSN 2176-9168 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.