UTILIZAÇÃO DA CINZA LEVE E PESADA DO BAGAÇO DE CANA-DE-AÇÚCAR COMO ADITIVO MINERAL NA PRODUÇÃO DE BLOCOS DE CONCRETO PARA PAVIMENTAÇÃO

Sergio Tunis Martins Filho, Carlos Humberto Martins

Resumo


A produção excessiva de resíduos agroindustriais sem solução adequada é uma realidade no Brasil, merecendo destaque as usinas sucroalcooleiras, que produzem quantidades consideráveis de cinzas provenientes da queima do bagaço da cana-de-açúcar, utilizado para cogeração de energia elétrica. Sabe-se que o setor da construção civil demanda alta quantidade de materiais cada vez mais escassos e oriundos de processos produtivos com grande geração de gases do efeito estufa. Porém o setor demonstra ter grande potencial para absorver os mais diferentes tipos de resíduos. Objetivou-se investigar a potencialidade de utilização de cinzas provenientes da queima do bagaço de cana-de-açúcar como substituto parcial do agregado miúdo e do aglomerante para produção de concreto utilizado na confecção de blocos para pavimentação, verificando-se a resistência à compressão, abrasão, absorção de água e MEV. Os teores de substituição nos traços foram fixados em 25% de cinza pesada pelo agregado miúdo e em até 10% de cinza leve pelo cimento Portland. Para tal, foi realizada a caracterização dos materiais por meio de ensaios físicos e de atividade pozolânica. Verificou-se que uma substituição de 25% de agregado miúdo por cinza pesada e de 2,5% de cimento Portland por cinza leve atendeu às recomendações da ABNT NBR 9781:2013.

Palavras-chave


Cinzas do bagaço de cana-de-açúcar; Aditivo mineral; Bloco de concreto intertravado.

Texto completo:

PDF

Referências


ABCP - Associação Brasileira de Cimento Portland, 2002. Guia básico de utilização do cimento Portland – BT-106. 7 ed. São Paulo: ABCP, 28 p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 45. Agregados - Determinação da massa unitária e do volume de vazios. Rio de Janeiro, 2006.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 52. Agregado miúdo - Determinação de massa específica e massa específica aparente. Rio de Janeiro, 2009.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 53. Agregado graúdo – determinação de massa específica, massa específica aparente e absorção de água. Rio de Janeiro, 2009.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 248. Agregados – Determinação da composição granulométrica. Rio de Janeiro, 2003.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15895. Materiais pozolânicos – Determinação do teor de hidróxido de cálcio fixado – Método Chapelle modificado. Rio de Janeiro, 2010.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 9781. Peças de concreto para pavimentação- Especificação e métodos de ensaio. Rio de Janeiro, 2013.

CONAB, Acomp. safra Bras. cana-de-açúcar, v. 1 – Safra 2014/15. n.2 - Segundo Levantamento. Brasília, p. 1-20, ago. 2014.

CORDEIRO, G. C. Utilização de cinzas ultrafinas do bagaço de cana-de-açúcar e da casca de arroz como aditivos minerais em concreto. Tese (Doutorado em Engenharia Civil)- Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006.

CORDEIRO, G. C.; TOLEDO FILHO, R. D.; FAIRBAIRN, E. M. R. Caracterização de cinza do bagaço de cana-de-açúcar para emprego como pozolana em materiais cimentícios. Quím. Nova [online]., v. 32, n. 1, p. 82-86, 2009.

CORDEIRO, G. C.; TOLEDO FILHO, R. D.; TAVARES, L. M.; FAIRBAIRN, E. M. R. Pozzolanic activity and filler effect of sugar cane bagasse ash in Portland cement and lime mortars.Cement and Concrete Composites, v. 30, p. 410–418, 2008.

FIESP/CIESP, Ampliação da oferta de energia através da biomassa (bagaço da cana-de-açúcar). São Paulo: FIESP/CIESP, 2001. p. 90.

GARTNER, E. M. Industrially interesting approaches to ‘low-CO2’ cements, Cement and Concrete Research, v. 34, n. 9, pp. 1489-1498, 2004.

JOHN, V. M. Reciclagem de resíduos na construção civil: Contribuição para metodologia de pesquisa e desenvolvimento. 2000. 113f. Tese (Livre Docência) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Departamento de Engenharia de Construção Civil, São Paulo, SP.

LIMA, S. A.; HUMBERTO, V.; SALES, A.; NETO, V.F. Analysis of the mechanical properties of compressed earth block masonry using the sugarcane bagasse ash. Construction & Building Materials, v. 35, p. 829-837, 2012.

MARTINS, C. H.; ALTOÉ, S. P. S. Avaliação da utilização da cinza de bagaço de cana-de-açúcar na confecção de blocos de concreto para pavimentação. Revista em Agronegócio e Meio ambiente, Maringá (PR), v. 8, p. 39-54, 2015.

MALHOTRA, V. M., MEHTA, P. K. Pozzolanic and cementitious materials. Amsterdam: Gordon and Breach Publishers, 2001. 191 p.

MALHOTRA, V. M. Introduction: sustainable development and concrete technology, Concrete International, v. 24, n. 7, pp. 22, 2002.

MASSAZZA, F. Pozzolana and pozzolanic cements. In: Hewlett, P. C. (Ed.). Lea’s chemistry of cement and concrete. 4. ed. New York: J. Wiley, 1998. p. 471-631.

MEHTA, P. K. Greening of the concrete industry for sustainable development. Concrete International, v. 24, n. 7, p. 23-28, 2002.

MEHTA, P.K.; MONTEIRO, P.J.M. Concreto: Estrutura, propriedades e materiais. São Paulo: Ibracon, 2014. 751p.

PAGNUSSAT, D. Utilização de Escória Granulada de Fundição em Blocos de Concreto para Pavimentação. 2004. Dissertação (Mestrado) - PPGEC/UFRGS, Porto Alegre, RS.

PETRUCCI, E. G. R. Concreto de cimento Portland. 13. ed. São Paulo: [s.n.], 1995.

SABIR, B. B.; WILD, S.; BAI, J. Metakaolin and calcined clays as pozzolans for concrete: a review. Cement and Concrete Research, v. 23, n. 2, p. 441-454, 2001.

SOUZA, G.N.; FORMAGINI, S.; CUSTÓDIO, F.O.; SILVEIRA, M.M. Desenvolvimento de argamassas com substituição parcial do cimento Portland por cinzas residuais do bagaço de cana-de-açúcar. In: Congresso Brasileiro do Concreto, 49., 2007. Anais... São Paulo: IBRACON, 2007.

UNICA - União da Indústria de Cana-de-Açúcar, 2011. Bagaço de cana pode ganhar valor substituindo areia na construção civil. Disponível em: . Acesso em: 09 mar. 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2017v10n4p1205-1224

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1981-9951 Impressa
ISSN 2176-9168 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.