MANGICULTURA E VALE DAS FRUTAS: QUAIS AS CONTRIBUIÇÕES CIENTÍFICAS DA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO?

Bárbara Évelin Oliveira Sampaio, Fernanda Roda de Souza Araújo Cassundé, Nildo Ferreira Cassundé Junior

Resumo


Poucos setores possuem uma representatividade econômica com tamanha importância como o agronegócio. A fruticultura, por sua vez, tornou-se um interessante objeto de estudo tendo em vista crescentes demandas nacionais e internacionais, não apenas a partir da perspectiva de produção, como também do consumo. O Vale das Frutas e, especificamente, o cultivo da manga, exercem, nesse contexto, um papel importante em razão do desempenho de produção agrícola alcançado. Este estudo é, portanto, motivado pela seguinte questão norteadora: como os acadêmicos estão estudando a mangicultura, no contexto do Vale das Frutas, na área de Engenharia de Produção? Nessa perspectiva, este estudo concentrou esforços metodológicos capazes de revelar o estado do conhecimento da área. Como fontes de pesquisas para esta discussão optou-se em estudar periódicos classificados no Qualis/Capes 2014 genuínos da área de Engenharia de Produção no estrato B5 ou superior, assim como os anais do ENEGEP. A análise dos resultados, a partir dos critérios adotados, revela que a produção científica brasileira sobre mangicultura no Vale das Frutas, na área de Engenharia de Produção, é bastante pontual e, em alguns casos, como em periódicos, surpreendentemente inexistente.

Palavras-chave


Bibliometria; Estado do conhecimento; Fruticultura; Vale do São Francisco

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2017v10nEd.esp.p9-32

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1981-9951 Impressa
ISSN 2176-9168 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.