ANÁLISE DA VARIAÇÃO NO PESO MÉDIO DA CAIXA DE MANGA A PARTIR DO CONTROLE ESTATÍSTICO DE PROCESSO

André Muritiba Araújo, João Marques de Melo, Ângelo Antônio Macedo Leite

Resumo


A fruticultura na região do Submédio do Vale do São Francisco representa, entre outros aspectos, o principal meio de renda para diversos produtores de pequeno, médio e grande porte. A exportação de frutos como a manga, por exemplo, constitui um grande destaque no cenário nacional, não apenas pela grande quantidade de área cultivada e do alto volume de produção, mas, principalmente, pelos elevados rendimentos alcançados e pela qualidade da manga produzida. Dessa forma, visando manter a qualidade do produto, o controle dos processos referentes ao beneficiamento e a variação do peso médio na caixa desta fruta têm um papel ainda mais fundamental para a garantia da colheita e manutenção das vendas. Este trabalho, portanto, buscou, mediante um estudo de caso em um packing house de manga na cidade de Juazeiro (BA), aplicar o Controle Estatístico do Processo (CEP), a fim de medir e avaliar o comportamento do processo de pesagem das caixas de manga e inferir sob o quanto a variabilidade influencia no produto final. Destarte, foi possível perceber que o mapeamento de um processo feito de forma dinâmica, atrelado à utilização de ferramentas da qualidade, permite reduzir sumariamente o número de perdas e falhas garantindo a previsibilidade, padronização e qualidade final do produto.

Palavras-chave


CEP, Manga, Vale do São Francisco

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2017v10nEd.esp.p137-153

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1981-9951 Impressa
ISSN 2176-9168 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.