RESPONSABILIDADE SOCIAL E SUSTENTABILIDADE NO AGRONEGÓCIO DA MANGA DO SUBMÉDIO DO VALE DO SÃO FRANCISCO

Rodrigo Jambeiro Pinto, Lucas Di Paula Gama dos Santos, Natanael Cardoso de Macêdo, Lucas Padilha de Araújo Costa, Francisco Ricardo Duarte

Resumo


O processo de globalização de mercados consolidou-se no mundo trazendo grandes mudanças. As barreiras comerciais se extinguiram, as preocupações ambientais aumentaram e as pessoas ampliaram seu acesso ao conhecimento, obrigando as empresas a se adaptarem para atender um mercado mais exigente. Diante desse cenário, o agronegócio da manga do Vale do São Francisco, caracterizado, sobretudo, por suas vendas ao mercado internacional, também precisa se flexibilizar caso queira manter ou ampliar sua gama de clientes. Sendo assim, este artigo objetivou identificar, no cenário de empresas atuantes com a cultura da manga no submédio do Vale do São Francisco, a incorporação de práticas de sustentabilidade e responsabilidade social. Os resultados deixaram evidente que as empresas pesquisadas ainda não se encontram aprofundadas na aplicação dessas práticas; no entanto, apresentam avanços, demonstrando terem consciência do papel das organizações em contribuir com a sociedade, bem como planos de incluírem critérios de responsabilidade social e sustentabilidade em sua visão estratégica de longo prazo e aumentarem os investimentos, gerando projetos e programas que beneficiem seus funcionários e a comunidade externa.

Palavras-chave


Globalização; Mercado internacional; Organizações.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2017v10nEd.esp.p155-176

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1981-9951 Impressa
ISSN 2176-9168 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.