AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE ALEVINOS DE Oreochromis niloticus (LINNAEUS, 1758) SUBMETIDOS A DIETA FRACIONADA

Iago Vinicios Geller, Celine Campos, Rafael Bueno Noleto, Marcos Otavio Ribeiro

Resumo


Atualmente o pescado é uma fonte proteica de alto valor econômico em nosso país, sendo a piscicultura uma alternativa economicamente viável para muitos produtores. A espécie Oreochromis niloticus (Tilápia do Nilo) apresenta desenvolvimento satisfatório em cultivos intensivos. Em sua produção as rações podem compor de 40% a 70% do custo total, sendo que seu crescimento será diretamente proporcional à taxa de arraçoamento estabelecida. O estudo objetivou avaliar o desempenho de alevinos de O. niloticus sob o efeito da dieta fracionada durante um período de 60 dias. Foram utilizados 225 alevinos de com peso médio de 3,5 gramas e tamanho médio de 5,5 centímetros, todos invertidos sexualmente a machos. Foram distribuídos 75 alevinos em cada unidade experimental, com capacidade de 10 metros cúbicos (m3) totalizando três tratamentos, com três
frequências alimentares distintas: uma alimentação ao dia com 5% do peso vivo, duas alimentações ao dia com 5% do peso vivo e três alimentações ao dia com 5% do peso vivo, a quantidade foi a mesma, apenas fracionada, todos os tratamentos com a mesma ração comercial do tipo extrusada. Ao final dos 60 dias de experimento, os resultados do presente estudo demonstraram não haver diferenças significativas
entre os tratamentos quanto ao crescimento de alevinos de tilápia submetidos a alimentação parcelada (p > 0,05). Assim o produtor obtém resultados satisfatórios com parcela única quando comparados ao fornecimento parcelado em até três vezes ao dia.

Palavras-chave


Arraçoamento; Desempenho; Alevinos; Espécie exótica.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, R. L. B. de; WAGNER, R. L.; MAHL, I.; MARTINS, R. S. Custos de produção de tilápias (Oreochromis niloticus) em um modelo de propriedade da região oeste do Estado do Paraná, Brasil. Ciência Rural, Santa Maria, v. 35, n. 1, p. 198-203, fev. 2005.

BALDISSEROTO, B. Fisiologia de peixes aplicada à piscicultura. 2. ed. UFSM: Santa Maria, 2009.

BARBOSA, A. C. A. B.; MOURA, E. V.; SANTOS, R. V. Cultivo de tilápia em gaiolas. Natal: EMPARN, v. 17. 2010.

BOYD, C. Water quality in ponds for aquaculture. Birmingham Publishing, Alambama, First Printing, 1990. p. 482.

BITTENCOURT, F.; NEU, H. D.; POZZER, R.; LUI, T. A.; FEIDEN, A.; BOSCOLO, R. Frequência de arraçoamento para alevinos de carpa comum. Boletim do Instituto de Pesca, São Paulo, v. 2, n. 39, p. 149-156, mai, 2013.

CARNEIRO, P. C. F.; MIKOS, J. D. Frequência alimentar e crescimento de alevinos de jundiá, Rhamdia quelen. Ciência Rural, Santa Maria, v. 35, n. 1, p. 187-191, fev. 2005.

CASTAGNOLLI, N. Tecnologia de Alimentos de Peixes. In: FUNDAMENTOS de Nutrição de Peixes. São Paulo: Ceres, 1979.

CONTE, L.; CYRINO, J. E. P. Produtividade e economicidade da tilapicultura em gaiolas da região sudoeste do estado de São Paulo: estudo de casos. 2002. 73f. Dissertação (Mestrado) - Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2002.

FAO. The State of world fisheries and aquaculture. Rome, 2016.

FERREIRA, R. A.; THIESEN, R.; COSTA, T. R.; BULGARELLI, A. L. A.; ISHIKAWA, M. M.; HISANO, H. Desempenho produtivo de alevinos de Dourado (Salminus brasiliensis) submetidos a diferentes frequências de alimentação. Ensaios e ciência, v. 11, n. 2, p. 33-38, 2007.

FIOGBÉ, E. D.; KESTMONT, P. Optimum daily ration for Eurasians perch Perca fluviatilis L. reared at its optimum growing temperature. Aquaculture, v. 216, p. 243-252, 2003.

FIRETTI, R.; GARCIA, S. M.; SALES, D. S. Planejamento estratégico e verificação de riscos na piscicultura. Pesquisa e Tecnologia, São Paulo, v. 4, n. 2, p. 1-10, jul. 2007.

FRASCA-SCORVO, C. M.; CARNEIRO, D. J.; MALHEIROS, E. B. Efeito do manejo alimentar no desempenho do matrinxã Brycon amazonicus em tanques de cultivo. Acta Amazônica, v. 37, n. 4, p. 621-628, 2007.

GONZÁLEZ, E.; QUEVEDO, T. Cultivo de las tilápias roja (Oreochromis spp.) y plateada (Oreochromis niloticus). Fundamentos de acuicultura continental, Bogotá, v. 21, p. 283-299, mar. 2014.

HAYASHI, C.; MEURER, F.; BOSCOLO, W. R.; LACERDA, C. H. F.; KAVATA, B. C. L. Frequência de Arraçoamento para Alevinos de Lambari do Rabo-Amarelo (Astyanax bimaculatus). Revista Brasileira de Zootecnia, Maringá, v. 33, n. 1, p. 21-26, jun. 2004.

HEPHER, B.; LIAO, I. C.; CHENG, S. H.; HSIEH, C. S. Food utilization by red tilapia - effects of diet composition, feeding level and temperature on utilization efficiencies for maintenance and growth. Aquaculture, Amsterdam, v. 32, p. 255-275, july. 1983.

HOSSAIN, M.; HAYLOR, G. S.; BEVERIDGE, M. C. M. Effect of feeding time and frequency on the growth and feed utilization of African catfish Clarias gariepinus (Burchell, 1822) fingerlings. Aquaculture Research, v. 32, p. 999-1004, 2001.

INSTITUTO PARANAENSE DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL - EMATER (Paraná) (org.). Projeto Piscicultura. 2015. Disponível em: http://www.emater.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=70. Acesso em: 23 set. 2017.

KUBITZA, F. Aquicultura no Brasil conquistas e desafios. Panorama de Aquicultura, São Paulo, v. 25, n. 150, p. 10-23, ago. 2015.

KUBITZA, F. Cultivo de Tilápias Dicas de ajuste na alimentação. Panorama de Aquicultura, São Paulo, v. 9, n. 52, p. 14-24, dez. 2006.

KUBITZA, F. Nutrição e Alimentação de Tilápia - Parte 1. Panorama de Aquicultura, São Paulo, v. 10, n. 59, p. 44-53, mai. 2000.

KUBITZA, F. Nutrição e Alimentação de Tilápia - Parte 1. Panorama de Aquicultura, São Paulo, v. 16, n. 98, p. 41-50, abr. 1999.

KUBITZA, F. Nutrição e Alimentação de Tilápia - Parte 2. Panorama de Aquicultura, São Paulo, v. 9, n. 53, p. 41-50, jun. 1999.

LIM, C. Pratical feeding-tilapias. Nutrition and Feeding of Fish, New York, v. 1, p. 163-183, jan. 1989.

LIMA-JÚNIOR, S. E.; CARDONE, I. B.; GOITEIN, R. Determination of a method for calculation of allometric condition factor of fish. Acta Scientiarum, v. 24, n. 2, p. 397-400, 2002.

MARTINELI, G. M. Automação do fornecimento de ração e fracionamento da ração diária para tilápias criadas em ambiente controlado com dieta balanceada. 2017. 51f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Botucatu, São Paulo, 2017.

MARQUES, N. R.; HAYASHI, C.; SOARES, M. C.; SOARES, T. Níveis diários de arraçoamento para alevinos de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) cultivados em baixas temperaturas. Semina, Londrina, v. 24, n. 1, p. 97-104, 2003.

MARQUES, N. R.; HAYASHI, C.; GALDIOLI, E. M.; SOARES, T.; FERNANDES, C. E. B. Frequência de alimentação diária para alevinos de carpa-capim (Ctenopharyngodon idella, V.), Boletim do Instituto de Pesca, São Paulo, v. 34, n. 2, p. 311-317, 2008.

MEURER, F.; HAYASHI, C.; BOSCOLO, W. R.; KAVATA, L. B.; LACERDA, C. H. F. Nível de Arraçoamento para Alevinos de Lambari-do-Rabo Amarelo (Astyanax bimaculatus). Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 34, n. 6, p. 1835-1840, dez, 2005.

MIHELAKAKIS, A.; TSOLKAS, C.; YOSHIMATSU, T. Optimization of feeding rate of hatchery-produced juvenile gilthead sea bream Sparus aurata. Journal of the World Aquaculture Society, v. 33, n. 2, p. 169-175, jun., 2002.

NOGUEIRA, A. C. Criação de tilápias em tanques rede. Salvador: SEBRAE, 2007. 23 p.

OLIVEIRA, F. A.; RGENTIM, P. K.; NOVELI, S. M. M.; AGOSTINHO, L. M.; AGOSTINHO, C. A. Automatic feeders for Nile tilapia raised in cages: productive performance at high feeding frequencies and different rates. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, Belo Horizonte, v. 68, n. 3, p. 702-708, 2016.

ONO, E. A.; KUBITZA, F. Cultivo de peixes em tanques-rede. 3. ed. Jundiaí: p. 112, 2003.

SABBAG, O. J.; ROZALES, R. dos R.; TARSITANO, M. A. A.; SILVEIRA, A. N. Análise econômica da produção de tilápias (Oreochromis niloticus) em um modelo de propriedade associativista em Ilha Solteira/SP. Custo e Agronegócio, São Paulo, v. 3, n. 2, p. 86-100, dez. 2007.

SANCHES, L. E. F.; HAYASHI, C. Effect of feeding frequency on Nile tilapia, Oreochromis niloticus (L.) fries performance during sex reversal in hapas. Acta Scientiarum, Maringá, v. 23, n. 4, p. 871-876, jul. 2001.

SANTOS, E. L.; LUDKE, M. C. M. M.; RAMOS, A. M. P.; BARBOSA, J. M.; LUDKE, J. V.; RABELLO, C. B. V. Digestibilidade de subprodutos da mandioca para a Tilápia do Nilo. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife, v. 4, n. 3, p. 358-362, set. 2009.

SANTOS, E. L.; SANTOS, I. V. V. S.; LIRA, R. C.; SILVA, F. C.; MOURA, S. C. M.; FERREIRA, A. J. S.; SILVA, R. M. Frequência de arraçoamento para alevinos de Tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus). Revista Agrotec, Alagoas, v. 35, n. 1, p. 171-177, 2014.

SIDONIO, L.; CALVALCANTI, I.; CAPANEMA, L.; MORCH, R.; MAGALHÃES, G.; LIMA, J.; BURNS, V.; ALVES, J. A.; MUNGIOLI, R. Panorama da aquicultura no Brasil: desafios e oportunidades. BNDES Setorial Agroindústria, v. 35, p. 421-463, 2012.

SOUSA, R. M. R.; AGOSTINHO, C. A.; OLIVEIRA, F. A.; ARGENTIM, D.; NOVELLI, P. K.; AGOSTINHO, S. M. M. Productive performance of Nile tilapia (Oreochromis niloticus) fed at different frequencies and periods with automatic dispenser. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v. 64, p. 192-197, 2012.

TEIXEIRA, E. A.; CREPALDI, D. V.; FARIA, P. M. C.; RIBEIRO, L. P.; MELO, D. C.; EULER, A. C. C. Revista Brasileira Saúde Produção Animal, v. 9, n. 2, p. 239-246, abr./jun., 2008.

TUNG, P.-H.; SHIAU, S.-Y. Effects of meal frequency on growth performance of hybrid tilapia, Oreochromis niloticus O. aureus, fed different carbohydrate diets. Aquaculture, v. 92, p. 343-350, 1991.

VAZZOLER, A. E. A. de M. Biologia da reprodução de peixes teleósteos: teoria e prática. Maringá: EDUEM, 1996.

ZIMMERMANN, S.; FITZSIMMONS, K. Tilapicultura intensive. In: CYRINO, J. E. P.; URBINATI, E. C.; FRACALOSI, D. M.; CASTAGNOLLI, N. (ed.). Tópicos especiais em piscicultura de água doce tropical intensiva: São Paulo: TecArt, Cap. 9, p. 239-266, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2019v12n3p797-813

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente


Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 2176-9168 On-line
ISSN 1981-9951 Versão impressa interrompida em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.