O Cenário Flusseriano da Pós-História

Ana Paula Machado Velho

Resumo


As ideias aqui desenvolvidas são fruto do material reunido para apresentação de um seminário no curso de doutorado em Comunicação e Semiótica da PUC de São Paulo. Pretende-se dividir a linha de raciocínio do filófoso com os pesquisadores interessados na obra de Vílem Flusser e com aqueles que investigam a comunicação. Este artigo é uma interpretação particular da forma flusseriana, tão contundente quanto irreverente, de argumentação. Estão desenhados neste texto alguns dos cenários que Flusser constrói sobre o processo de evolução do homem e do mundo. Uma viagem pela história e pela perspectiva da pós-história apresentadas pelo tcheco, com escala entre os estudos sobre os processos comunicativos. Essas reflexões estão registradas no livro Pós-história: vinte instantâneos e um modo de usar, publicado em 1983, no Brasil.

Palavras-chave


Comunicação; Pós-história; Flusser.

Texto completo:

Artigo_Pdf


Revista Cesumar – Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9176 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1516-2664 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.