A Influência das Forças Competitivas na Tomada de Decisão das Empresas Constituintes do Setor de Fisioterapia de uma Cidade do Interior do Paraná

Larissa Feteira Bortolo, Júlio Ernesto Colla

Resumo


O presente artigo faz um estudo sobre a influência das forças competitivas (rivalidade entre os concorrentes, ameaça de entrada, produtos substitutos, poder dos compradores e poder dos fornecedores) na tomada de decisão das empresas que constituem o setor de fisioterapia de uma cidade do interior do Paraná. A base teórica trata de forças competitivas e tomada de decisão. Assim, tem por objetivo principal identificar qual das forças competitivas exerce maior influência no momento da tomada de decisão de tais empresas, bem como verificar aspectos organizacionais que podem levar a percepção de tal força pelas gestoras. A pesquisa se caracteriza como do tipo descritiva, de natureza qualitativa, tendo como unidade de análise as empresas Clínica A, Clínica B, Clínica C e Clínica D. A coleta de dados baseou-se em questionário estruturado aplicado aos gestores das quatro empresas estudadas no mês de julho de 2011. Constatou-se que a força que exerce maior influência é o poder de negociação dos fornecedores. Através de tal identificação percebe-se a necessidade latente das unidades de análise encontrarem uma posição favorável, onde o poder de negociação dos fornecedores não venha a acometê-las ou as alcance em menor grau.

Palavras-chave


Forças Competitivas; Estratégia; Posicionamento

Texto completo:

PDF


Revista Cesumar – Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9176 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1516-2664 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.