Percepção da Justiça Organizacional na Avaliação de Desempenho Fundamentada no Balanced Scorecard

Giseli Spessatto, Ilse Maria Beuren

Resumo


O presente estudo objetiva verificar a percepção da justiça organizacional no sistema de avaliação de desempenho fundamentado no Balanced Scorecard dos funcionários de uma agência bancária. A pesquisa caracteriza-se como descritiva, do tipo estudo de caso, com abordagem quantitativa. Os dados da pesquisa foram levantados por meio de um roteiro de entrevista aplicado a 12 funcionários de uma agência bancária. Os resultados da pesquisa mostram a percepção dos entrevistados quanto à justiça organizacional nas três dimensões propostas por Sotomayor (2007): a justiça da distribuição dos outcomes (resultados) ou das afetações de recursos, designada de justiça distributiva; a justiça dos procedimentos utilizados para determinar essas afetações, denominada justiça processual; e a justiça que se focaliza na qualidade do tratamento interpessoal, chamada de justiça interacional. Conclui-se que não há consenso entre os respondentes da pesquisa quanto à percepção da justiça organizacional no sistema de avaliação de desempenho fundamentado no Balanced Scorecard.

Palavras-chave


Justiça Organizacional; Avaliação de Desempenho; Balanced Scorecard

Texto completo:

PDF


Revista Cesumar – Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9176 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1516-2664 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.