INICIAÇÃO CIENTÍFICA: UMA ANÁLISE DE SUA CONTRIBUIÇÃO NA FORMAÇÃO ACADÊMICA

Maria Janice Pereira Lopes, Dárcio Luiz de Sousa Júnior

Resumo


A iniciação científica é um programa desenvolvido nas Instituições de Ensino Superior que permite introduzir estudantes da graduação na pesquisa científica, servindo de apoio técnico e metodológico para a sua formação. A finalidade deste programa é promover o desenvolvimento do estudante-pesquisador, o qual praticará os primeiros momentos da pesquisa acadêmica, dando-lhe maturidade intelectual e desenvolvendo sua compreensão em relação à ciência concedendo-lhe possibilidades futuras, tanto acadêmicas quanto profissionais. O objetivo central deste trabalho foi o de compreender a contribuição da iniciação científica na formação acadêmica, por meio de uma pesquisa bibliográfica em teses, dissertações, artigos e trabalhos apresentados em congresso e/ou simpósio que abordaram o tema. Concluindo que a iniciação científica traz inúmeros benefícios aos jovens universitários, ao se constituir em um excelente instrumento educativo possibilitando ao estudante a participação do processo de produção do conhecimento científico de sua área de formação, melhores desempenhos nas seleções para a pós-graduação, espírito de equipe, mais facilidade de falar em público e de se adaptar às atividades didáticas, transforma-o de agente passivo para ativo, permite-lhe uma evolução que implicará em resultados positivos para a universidade e para a comunidade em que este estudante esteja inserido.

Palavras-chave


Ensino; Graduação; Iniciação Científica

Texto completo:

PDF

Referências


ÂNIMA Educação. Veja os principais benefícios da Iniciação Científica para o aluno. Disponível em: Acesso em: 31 out. 2017.

BARIANI, I.C. Estilos Cognitivos de Universitários e Iniciação Científica. 1998. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, 1998.

BAZIN, M.J. O Que é a iniciação científica. Revista de Ensino de Física, São Paulo, v. 5, n. 1, p. 81-88, jun. 1983.

BRASIL. Lei nº 9.394 de 20 de Dezembro de 1996. Dispõe sobre as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em: Acesso em: 31 out. 2017.

BRIDI, J.C. A. A Iniciação Científica na Formação do Universitário. 2004. 147f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004.

CAMPOS, F.G.G.; SANTOS, R.F.; SANTOS, F.C.P. A importância da pesquisa científica na formação profissional dos alunos do curso de educação física do Unileste-MG. MOVIMENTUM - Revista Digital de Educação Física, Ipatinga, v. 4, n. 2, ago./dez. 2009.

CNPq, Centro Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Iniciação Científica. Disponível em: . Acesso em: 23 out. 2017.

INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. O que é PIBIC? Disponível em: Acesso em: 31 out. 2017.

DELIBERAÇÃO CONSU-A-24, de 30/09/03 Do Fundo de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão - FAEPEX. Disponível em: . Acesso em: 29 out. 2017.

FAVA-DE-MORAES, F.; FAVA, M. A iniciação científica: muitas vantagens e poucos riscos. São Paulo em Perspectiva, v. 14, n. 1, p. 73-77, jan./mar. 2000.

FERNANDES, M. C. S. G. Concepções de qualidade de ensino na perspectiva docente em um centro universitário privado e noturno. Tese (Doutorado em Educação) - UNESP, Araraquara, 2002.

FIOCRUZ, Fundação Oswaldo Cruz. O que é Iniciação científica. Disponível em: . Acesso em: 30 out. 2017.

GRAY, D. E. Doing research in the real world. 3. ed. Londres: Sage, 2014.

LOPES, N. D. Importância da Iniciação Científica na Universidade. Reverso Online. Bahia, mar. 2014. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2018.

MASSI, L.; QUEIROZ, S. L. Estudos sobre Iniciação Científica no Brasil: uma revisão. Cadernos de Pesquisa, v. 40, n. 139, p. 173-197, jan./abr 2010.

MASSI, L.; QUEIROZ, S. L. Pesquisas sobre Iniciação Científica no Brasil: características do seu desenvolvimento nas universidades e contribuições para os graduandos. Revista Brasileira de Iniciação Científica, v. 1, n. 1, p. 38-64, 2014.

MASSI, L.; QUEIROZ, S. L. Iniciação científica: aspectos históricos, organizacionais e formativos da atividade no ensino superior brasileiro. São Paulo: Ed. da Unesp digital, 2015.

OLIVEIRA, C.S. A Importância da Iniciação Científica para a Universidade, para o Estudante e para a Comunidade. 2008. Disponível em: . Acesso em: 31 out. 2017.

OLIVEIRA, L.C.V. Iniciação à pesquisa no ensino superior: o novo e o velho espírito científico nas atividades acadêmicas. Reunião Anual da ANPED, 2001.

PACHANE, G.G. A Universidade vivida: a experiência universitária e sua contribuição ao desenvolvimento pessoal a partir da perspectiva do aluno. 1998. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1998.

PELUSO, D.L. O Incentivo a pesquisa científica na formação inicial de professores de educação física. In: XVIII Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte (CONBRACE), 18., V Congresso Internacional de Ciências do Esporte (CONICE), 5. Anais... [s.l.; s.n.], 2013.

PIMENTA, S.G. Docência no ensino superior. São Paulo: Cortez, 2005.

PINTO, N.L.S.; FERNANDES, L.M.A.; SILVA, F.F. Para além da formação acadêmica: As contribuições da iniciação científica para o desenvolvimento pessoal e profissional de estudantes da área de administração. Administração: Ensino & pesquisa, Rio de Janeiro v. 17, n. 2, p. 301-325, 2016.

SANCHES, C. O desafio de fazer pesquisa científica no Brasil. LabNetwork, São Paulo Ago. 2016. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2018.

SANTOS, E. A. Produção científica: uma análise de sua contribuição na formação acadêmica e profissional dos discentes de ciências contábeis da UEFS. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (monografia) - Universidade Estadual de Feira de Santana, 2011.

SANTOS, E. S. O Professor como Mediador no Processo Ensino Aprendizagem. Revista Gestão Universitária, n. 40. Disponível em: . Acesso em: 30 out. 2017.

SANTOS, A.C.; FERREIRA, F.L. Importância da pesquisa como princípio educativo para a formação científica de educandos do ensino superior. Caderno Intersaberes, v. 3, n. 4, p. 70-80, 2014.

SILVA, L. F. F. Iniciação científica: contexto e aspectos práticos. Rev Med., São Paulo. v. 91, n. 2, p. 128-36, abr./jun. 2012.

SIMÃO, L. M. et al. O Papel da iniciação científica para a formação em pesquisa na pós-graduação. In: SIMPÓSIO DE PESQUISA E INTERCÂMBIO CIENTÍFICO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA, 6., 1996. Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPPEP, 1996. p. 111-113.

SHIGUNOV NETO, A.S.; MACIEL, L. S. B. A Importância da pesquisa para a prática pedagógica dos professores que atuam na educação superior brasileira: algumas discussões iniciais. Revista Brasileira de Docência, Ensino e Pesquisa em Administração, v. 1, n. 1, p. 4-23, 2009.




Revista Cesumar – Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9176 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1516-2664 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.