FATORES QUE PODEM INTERFERIR NA EVASÃO ESCOLAR EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR PRIVADA

Rafaela Costa Silva, Ana Flávia de Moraes Moraes, Geraldo Vieira da Costa

Resumo


A evasão escolar no ensino superior é um problema internacional que afeta de forma direta nos resultados dos sistemas educacionais, e suas causas têm sido alvo de vários estudos visto que emergem tanto das instituições de ensino superior quanto dos próprios discentes e da sociedade onde estão inseridos. Partindo deste princípio, este estudo se destinou a fazer o levantamento de alguns dos fatores que podem levar os alunos do curso de Administração de uma instituição de ensino superior privada do Estado do Amazonas a evadir. Trata-se de uma pesquisa de campo realizada por meio de aplicação de questionários aos alunos e entrevistas com professores e o coordenador do curso, cujos dados foram tratados por meio das estratégias da estatística descritiva e da análise de conteúdo. A partir da análise dos questionários e das entrevistas foi constatado que o índice de evasão na instituição de ensino analisada poderá ser de 11,5%, além de envolver diversos aspectos que estão condicionados inclusive às ações de gestão institucional, dependendo de adoção de medidas para o entendimento e o controle do processo.

Palavras-chave


Evasão discente; Ensino superior; Gestão acadêmica

Texto completo:

PDF

Referências


ALCIDES, F. S.; MARIA LÚCIA, B. A evasão escolar em uma universidade privada. Ensino em Engenharia: empreender e preservar. 2006 set. Anais do XXXIV COBENGE. Passo Fundo: Ed. Universidade de passo Fundo; 2006.

AMBIEL, R. A. M. Construção da Escala de Motivos para Evasão do Ensino Superior. Aval. psicol., Universidade São Francisco, Itatiba-SP, Brasil, v. 14, n. 1, p. 41-52, abr. 2015.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa, Portugal; Edições 70, LDA, 2009.

BITTENCOURT, I. M.; MERCADO, L. P. L. Evasão nos cursos na modalidade de educação a distância: estudo de caso do Curso Piloto de Administração da UFAL/UAB. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v.22, n. 83, p. 465-504, abr./jun. 2014

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Constituição da República Federativa do Brasil: texto constitucional promulgado em 5 de outubro de 1988, com as alterações determinadas pelas Emendas Constitucionais de Revisão nos 1 a 6/94, pelas Emendas Constitucionais nos 1/92 a 91/2016 e pelo Decreto Legislativo no 186/2008. – Brasília: Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas, 2016. 124-133 p.

BRASIL. MEC defende reformas para reduzir evasão em faculdades. Disponível em: . Acesso em: 10 de abril de 2017.

CAMPOS, J. D. S. Fatores explicativos para a evasão no ensino superior através da análise de sobrevivência: o caso da UFPE. 2016. 97f. Dissertação (Mestrado em Engenharia da Produção) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2016.

DIOGO, M. F. et al. Percepções de coordenadores de curso superior sobre evasão, reprovações e estratégias preventivas. Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 21, n. 1, p. 125-151, mar. 2016.

FERREIRA, A. B. H. Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa. 5ª ed. Curitiba: Positivo, 2010, p. 2272.

FRITSCH, R.; ROCHA, C. S.; VITELLI, R. F. A evasão nos cursos de graduação em uma instituição de ensino superior privada. Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Revista Educação em Questão, Natal, v. 52, n. 38, p. 81-108, maio/ago. 2015.

GEMAQUE, L. S. B.; SOUZA, L. G. Diplomação, Retenção e Evasão: estudo com enfoque na evasão dos cursos de graduação na Universidade Federal do Maranhão no período de 2008 a 2010. Ensino & Multidisciplinaridade, São Luís, v. 2, n. 1, p. 84-105, jan./jun. 2016.

GUEDES, T. A. et al. Projeto de Ensino: Aprender fazendo estatística. Disponível em . Acesso em: 21 de novembro de 2017.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

OLIVEIRA, T. L. Variáveis de risco de evasão em uma instituição de ensino superior privada no Amazonas. 2017. 99f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal do Amazonas, Amazonas, 2017.

RISTOFF, D. Perfil socioeconômico do estudante de graduação: uma análise de dois ciclos completos do ENADE (2004 a 2009). Cadernos do GEA: nº 4. Rio de Janeiro: FLACSO: GEA: UERJ, 2013.

SANTOS JUNIOR, J. S.; REAL, G. C. M.; OLIVEIRA, R. L. P. Aprimoramento da gestão acadêmica: intervenções e alternativas para controle da evasão estudantil. 2014 dez. 03-05. XIX Colóquio Internacional de Gestão Universitária – CIGU, Santa Catarina: Florianópolis; 2014.

SEMESP. Mapa do ensino superior. Estado do Amazonas. p. 165-70. Disponível em: . Acesso em: 13 de maio de 2017.

SEMESP. Semesp divulga queda de 3,3% de matrículas nos cursos presenciais na rede privada em Ribeirão Preto. Disponível em: . Acesso em: 13 de maio de 2017.

SILVA, A. S. Retenção ou evasão: a grande questão social das instituições de ensino superior. 2014. 121f. Dissertação (Mestrado em Direito Político e Econômico) – Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2014.

SILVA FILHO, R. L. L. e. et al. A evasão no ensino superior brasileiro. Instituto Lobo para o Desenvolvimento da Educação, da Ciência e da Tecnologia. Cadernos de Pesquisa. v.37, n.132, p. 641,659, set./dez. 2007.

STOFFEL, W. P.; ZIZA, C. R. Evasão Escolar em Cursos Superiores: Estudo comparativo entre os pedidos de trancamento e o aproveitamento escolar. IX Simpósio Pedagógico e Pesquisas em Comunicação – Simped. p. 11., 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/1516-2664.2018v23n2p205-228

Revista Cesumar – Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9176 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1516-2664 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.