A Construção do Método Psicanalítico nos Primórdios da Psicanálise (1887 – 1896)

Mayra Andrade Leandro, Hélio Honda

Resumo


A análise dos textos referentes ao período de 1887 a 1896 indica que o método psicanalítico foi construído gradualmente, através das experiências que Freud teve na clínica. O método inicialmente usado por ele era o método catártico de Breuer, baseado na hipnose, o qual foi sendo gradualmente modificado, a partir de tentativas de intervenções diferenciadas na clínica, até que desenvolvesse o método de associação livre. Ao trabalhar com o método catártico, Freud deparou-se com alguns problemas: em primeiro lugar, nem todos os seus pacientes eram hipnotizáveis, e, depois, encontra dificuldade em obter curas efetivas, já que o método catártico lidava apenas com os sintomas, e não com a etiologia da neurose. Depois de abandonar a hipnose, passou a utilizar a técnica da pressão, que consistia em pressionar a testa do paciente e solicitar que, de olhos fechados, se concentrasse, a fim de recuperar a lembrança perdida. Essa técnica simulava o estado hipnótico, que naquele momento da teorização freudiana era visto como uma expansão da consciência. Assim, a construção do método psicanalítico se deu a partir da adoção e modificação do método catártico, passando pelas técnicas da pressão e concentração, até a descoberta da associação livre.

Palavras-chave


Epistemologia; Psicanálise; Método psicanalítico; Associação livre; Epistemology; Psychoanalysis; Psychoanalytic method; Free association.

Texto completo:

Artigo_Pdf


Revista Cesumar – Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9176 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1516-2664 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.