INFLUÊNCIA DO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO – PRONATEC – NA FORMAÇÃO DO ALUNO DO ENSINO MÉDIO DAS ESCOLAS PÚBLICAS DE MARINGÁ – PARANÁ

Elizabete Neves Amorim, Regiane da Silva Macuch

Resumo


O presente artigo pretende demonstrar a influência do Pronatec, na formação dos alunos das escolas Públicas da Rede Estadual de Ensino, especificamente da cidade de Maringá, como também, analisar quantitativamente o grau de satisfação dos alunos com os cursos ofertados. Também objetiva demonstrar as leis que norteiam este programa e as expectativas dos jovens com o termino do curso, suas possibilidades de empregabilidade, formas de oferta e benefícios aos alunos. Utilizou-se a pesquisa documental e bibliográfica, e para a pesquisa de campo o questionário para levantamento dos dados necessários para análise do programa. Chegou-se a conclusões positivas para as questões sociais referentes à oferta gratuita de cursos a uma população que certamente não poderia ter acesso a escolas de qualidade como as do sistema S. Por outro lado, demonstra a fragilidade da escola pública em preparar os alunos para uma formação humana e profissional de qualidade.

Palavras-chave


Políticas Públicas; Educação; Pronatec.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Média e Tecnológica. Educação Profissional: Legislação Básica, s/d.

BRASIL, Lei 12.513/2012. PRONATEC - Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego.

BRASIL MEC. Portal Pronatec. Disponível em: . Acesso em: 02 de Dez. 2018.

DEITOS, R. A.; LARA, A. M. de B.; ZANARDINI, I. M. S. Política de educação profissional no Brasil: aspectos socioeconômicos e ideológicos para a implantação do Pronatec. Educ. Soc., Campinas, v. 36, n. 133, p. 985-1001, dez. 2015. Disponível em: . Acesso em: 02 Dec. 2018.

FRIGOTTO, G. C. M. (Org.). A experiência do trabalho e a educação básica. Rio de Janeiro: Lamparina, 2010.

JANNUZZI, P. M. Indicadores para avaliação sistêmica de programas sociais: o caso PRONATEC. Est. Aval. Educ., São Paulo, v. 27, n. 66, p. 624-661, set./dez. 2016. Disponível em: . Acesso em: 02 dez. 2018.

LAKATOS, E.M; MARCONI, M. A. Fundamentos de metodologia cientifica. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1991.

LIMA, M.; PACHECO, Z. S. T. A. As políticas públicas e o direito à educação: programa nacional de acesso ao ensino técnico e emprego versus plano nacional de educação. Educ. Soc., Campinas, v. 38, n. 139, p. 489-504, jun. 2017. Disponível em: . Acesso em: 02 dez. 2018.

LUKÄCS, G. As bases ontológicas do pensamento e da atividade do homem. Temas de Ciências Humanas, v. 4, p. 1-18, 1978.

PARANÁ. SEED. Superintendência da Educação. Departamento de Educação e Trabalho. O ensino médio integrado à educação profissional: concepções e construções a partir da implantação na Rede Pública Estadual do Paraná/Secretaria de Estado da Educação. Superintendência da Educação. Departamento de Educação Profissional. Curitiba: SEED/PR, 2008.

PARANÁ. SEED. Diretrizes da Educação Profissional: fundamentos políticos e pedagógicos, Curitiba, PR, 2006. Disponível em: . Acesso em: 02 dez. 2018.

PARANÁ. SEED. Deliberação 05/2013, de 10 de dezembro de 2013/CEE. Deliberação sobre Educação Profissional Técnica de Nível Médio. Revogação das Deliberações 09/06 e 04/08.

PARANÁ. SEED. Deliberação 03/2013, de 4 de outubro de 2013/CEE.

VIEIRA, E. Sociologia da educação: reproduzir e transformar. São Paulo: FDT, 1996, p. 12-41.




Revista Cesumar – Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9176 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1516-2664 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.