Algumas Considerações Acerca das Políticas Educacionais do Banco Mundial para a América Latina

João Paulo Pereira Coelho, José Joaquim Pereira Melo

Resumo


O presente trabalho pretende discutir as políticas educacionais do Banco Mundial para a América Latina, tendo como fonte o documento “Banco Mundial. Prioridades y estratégias para la educación”. Entende-se que, para compreender as propostas estabelecidas por este órgão internacional, seja necessária, antes, uma compreensão histórica das lutas econômicas e sociais que estão postas no seio da sociedade contemporânea. Desta forma, inicialmente será realizada uma reflexão acerca do desenvolvimento do capital após a Segunda Grande Guerra. Posteriormente serão tratadas as influências dessa conjuntura econômica nas propostas do Banco Mundial, uma vez que há uma divergência entre as expectativas que o capital produz, onde seria possível a existência de um mercado globalizado, com o pleno desenvolvimento de todas as nações, e a posição de subordinação econômica que historicamente se destinou aos países latino-americanos.

Palavras-chave


América Latina; Banco Mundial; Educação.

Texto completo:

Artigo_Pdf


Revista Cesumar – Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9176 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1516-2664 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.