A NOVA EMPRESARIALIDADE E O DESENVOLVIMENTO SOCIAL NO AMBIENTE INFORMACIONAL

Ronny Max Machado, Adalberto Simão Filho

Resumo


Os ramos do direito estão recebendo a influência de muitas outras áreas do conhecimento humano como, por exemplo, a filosofia, a psicologia e a sociologia. Essas relações entre as ciências humanas possibilitam o aperfeiçoamento dos institutos jurídicos e, consequentemente, o atendimento de alguns interesses comuns. Os interesses aos quais fazemos menção são os atrelados à coletividade que anseia por melhorias no plano da concretização de direitos legal e constitucionalmente assegurados. Diante deste cenário o direito empresarial passa por transformação em razão dos preceitos constitucionais - em especial, a função social da empresa e a ordem econômica e de institutos da filosofia e sociologia. Estas influências ensejaram o surgimento da denominada nova empresarialidade que, inserida no contexto de sociedade da informação, permitirá uma série de reflexões sobre seus efeitos e dilemas.

Palavras-chave


Sociedade da informação; Nova empresarialidade; Ideologia; Utopia

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Maria Christina de. A função social da empresa na sociedade contemporânea: perspectivas e prospectivas. Revista de Direito Argumentum, v. 3, 2003.

ARNOLDI, Paulo Roberto Colombo. Novos enfoques da função social da empresa numa economia globalizada. Revista do Mercosul, Buenos Aires, n.1. p. 247-252, fev. 2000.

AZEVEDO, Maíra Tardelli de. Publicidade cidadã: como comunicar responsabilidade social empresarial. In: Responsabilidade social das empresas: contribuição das universidades. São Paulo: Peirópolis; Instituto Ethos, 2004.

BARROSO, Luiz Roberto. Fundamentos teóricos e filosóficos do novo direito constitucional brasileiro (Pós-modernidade, teoria crítica e pós-positivismo). Revista Diálogo Jurídico, Salvador, CAJ – Centro de Atualização Jurídica, v. I. n. 6, 2004.

BARROSO, Luiz Roberto. A ordem econômica constitucional e os limites à atuação estatal no controle de preços. Revista Eletrônica de Direito Administrativo Econômico (REDAE). Salvador, Instituto Brasileiro de Direito Público, n. 14, 2008.

BASTOS, Celso Ribeiro; MARTINS, Ives Gandra. Comentários à Constituição do Brasil, v. 7, 1990.

BESSA, Fabiane Lopes Bueno Netto. Responsabilidade Social das Empresas: práticas sociais e regulação jurídica. Rio de Janeiro: Lumen Júris, 2006.

BOUDON, Pierre. A Ideologia: ou a origem das ideias recebidas. São Paulo: Ática, 1989.

BRASIL. Lei nº 12.965, de 23 de abril de 2014. Estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da internet no Brasil. Diário Oficial [da República Federativa do Brasil], Poder Legislativo, Brasília, DF, 23 abr. 2014. Disponível em: . Acesso em: 01.maio .2018

CASTELLS, Manuel. Fim de milênio. São Paulo: Paz e Terra,2012.

COMPARATO, Fábio Konder. Função social da propriedade dos bens de produção. São Paulo, Revista de Direito Mercantil, Industrial, Econômico e Financeiro, v. 63, 1986.

COMPARATO, Fabio Konder. Estado, Empresa e Função Social. São Paulo: RT, 1996.

CRETELLA JUNIOR, José. Elementos de Direito Constitucional. 4. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2001.

DA SILVA, José Afonso. Curso de Direito Constitucional Positivo. 15. ed. São Paulo: Malheiros, 1998.

DE LUCCA, Newton; SIMÃO FILHO, Adalberto; LIMA, Cintia Rosa Pereira. (Coord.). Direito & Internet III: Tomo II. Marco Civil da internet (Lei n. 12.965/2014. São Paulo: Quartier Latin. 2015.

FEKETE, Elisabeth Kasznar. O Regime Jurídico do Segredo de Indústria e Comércio no Direito Brasileiro. Rio de Janeiro: Forense, 2003.

GUERRA, Sidney. O Direito à Privacidade na Internet. America Jurídica, 2004.

HAUBEN, Michael. Behind the net: the untold history of the ARPANET and computer science. 1995. Disponível em: . Acesso em: 01.05.2018.

KUNSCH, Margarida Maria Krohing. Planejamento de Relações Públicas na Comunicação Integrada: 4. ed. São Paulo: Summus, 2003.

LISBOA, Roberto Senise. PROTEÇÃO DO CONSUMIDOR NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO. Revista do Direito Privado da UEL, v. 2, n. 1, p. 7, jan./abr. 2009. Disponível em: . Acesso em 01.05.2018.

MAGALHÃES, Rodrigo Almeida. A função social da empresa. Revista Magister de Direito Empresarial, Porto Alegre, v. 5, n. 28, p. 5-12, 2009.

MAMEDE, Gladston. Direito empresarial brasileiro: empresa e atuação empresarial. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2010. v. 1.

MARTINS-COSTA, Judith (Org.). A Reconstrução do Direito Privado: reflexos dos princípios, diretrizes e direitos fundamentais constitucionais no direito privado. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2002.

MOREIRA NETO, Diogo de Figueiredo. Ordem econômica e desenvolvimento na Constituição de 1988. Rio de Janeiro: Apec, 1989.

PAESANI, Liliana Minardi (Coord.). Direito e Internet: liberdade de informação, privacidade e responsabilidade civil. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

PERLINGIERI, Pietro. Perfis do Direito Civil. 3. ed. Rio de Janeiro: Renovar, 2007.

PIMENTEL, Luiz Otávio. Direito Industrial (As funções do Direito de Patentes). Porto Alegre: Síntese, 1999.

REQUIÃO, Rubens. Curso de Direito Comercial. 25. ed. São Paulo: Saraiva, 2003.

SIMÃO FILHO, Adalberto. A nova empresarialidade. Revista do Instituto dos Advogados de São Paulo, São Paulo, v. 9, n.18, p. 5-46, jul./dez. 2006.

TAKAHASHI, Takeo (Org.). Sociedade da informação no Brasil: livro verde. Brasília: Ministério da Ciência e Tecnologia, 2000.

TARREGA, Maria Cristina Vidotte Blanco; VIDOTTE, Adriana; TAVARES NETO, José Quirino (Org.). Estado, empresa e desenvolvimento econômico. Florianópolis: Fundação Boiteux, 2008.

TARTUCE, Flavio. Função Social dos Contratos: do Código de Defesa do Consumidor ao novo Código Civil. São Paulo: Método, 2005.

TEPEDINO, Gustavo. Direitos Humanos e Relações Jurídicas Privadas. In: TEPEDINO, Gustavo (Org.). Temas de Direito Civil. Rio de Janeiro: Renovar, 1999.

TOMASCEVICIUS FILHO, Eduardo. A Função social da empresa. Revista dos Tribunais, São Paulo, n. 92, p. 33-50, abr. 2003.

VANCIM, Adriano Roberto. NEVES, Fernando Frachone. Marco Civil da Internet. 2. ed. Leme, SP: Mundo Jurídico, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9184.2018v18n2p525-548

Indexado
REDIB; Sumários.Org; DOAJ; Ulrich’s International Periodicals Directory; Latindex; RVBI; ROAD; OCLC WorldCat

Revista Jurídica Cesumar - Mestrado
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9184 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br


ISSN 1677-6402 Versão impressa interrompida em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.