A MEDIAÇÃO TRANSFORMATIVA E OS CONFLITOS SOCIOAMBIENTAIS: EMPODERAMENTO E ALTERIDADE PARA A CONSCIÊNCIA AMBIENTAL

Juliano Locatelli Santos, Rafael Ferreira Filippin

Resumo


O presente artigo objetiva a análise da relação entre a mediação de conflitos transformativa, e o desenvolvimento efetivo da consciência ambiental. Tem como problema de pesquisa perquirir sobre se a mediação transformativa pode gerar processos individuais de autorreflexão voltados para a preservação ambiental. Parte-se da hipótese que a mediação transformativa, permeada pelo empoderamento e a alteridade, pode efetivamente possibilitar o aumento da conscientização ambiental. Primeiramente, aborda-se sobre a mediação de conflitos institucionalizada, enquanto opção pela pacificação social em um cenário de alta litigiosidade. Em seguida, são pormenorizados os aspectos característicos da mediação transformativa. Por fim, analisa-se a relação entre empoderamento, alteridade e consciência ambiental. O método de pesquisa é indutivo, com abordagem qualitativa e técnica bibliográfica e documental. Conclui-se que a aplicação da mediação transformativa aos conflitos ambientais pode potencializar a formação de consciências voltadas para a proteção ambiental.

Palavras-chave


Conflito; Mediação Transformativa; Meios Alternativos de Resolução de Conflitos; Meio Ambiente

Texto completo:

PDF

Referências


ÁLVAREZ, Gladys Stella; HINGHTON, Elena I.; JASSAN, Elias. Mediación y justicia. Buenos Aires: Ed. Depalma, 1996.

BARBOSA, Claudia Maria. O processo de legitimação do Poder Judiciário Brasileiro. In: CONGRESSO NACIONAL DO CONPEDI, 14., -2006, Fortaleza. Anais... Fortaleza: Fundação Boiteux, p. 1-29, 2006. Disponível em: . Acesso em: 15 jan. 2018.

BRAGA NETO, Adolfo. Mediação: uma experiência brasileira. São Paulo: CLA, 2017.

BRASIL. Constituição (1824). Rio de Janeiro, 1824. Secretaria de Estado dos Negócios do Império do Brazil, Rio de Janeiro, 22 abr. 1824. Disponível em: . Acesso em: 7 nov. 2017.

BRASIL. Conselho Nacional de Justiça. Resolução nº 125, de 29 de novembro de 2010. Dispõe sobre a Política Judiciária Nacional de tratamento adequado dos conflitos de interesses no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. Brasília, 2010. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 30 nov. 2010. Disponível em: . Acesso em: 6 nov. 2017.

BRASIL. Conselho Nacional de Justiça. Justiça em números 2017: ano-base 2016. Brasília, 2017. Disponível em: . Acesso em: 07 fev. 2018.

BRASIL. Lei n°. 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Brasília, 1999. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 28 abr. 1999. Disponível em: . Acesso em: 7 nov. 2017.

BRASIL. Lei n°. 10.406, de 10 de janeiro de 2002. Institui o Código Civil. Brasília, 2002. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 11 jan. 2002. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2017.

BRASIL. Lei n°. 13.105, de 16 de março de 2015. Código de Processo Civil. Brasília, 2015. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 17 mar. 2015.

Disponível em: . Acesso em: 17 nov. 2017.

BRASIL. Lei n°. 13.140, de 26 de junho de 2015. Dispõe sobre a mediação entre particulares como meio de solução de controvérsias e sobre a autocomposição de conflitos no âmbito da administração pública; altera a Lei no 9.469, de 10 de julho de 1997, e o Decreto no 70.235, de 6 de março de 1972; e revoga o § 2o do art. 6o da Lei no 9.469, de 10 de julho de 1997. Brasília, 1999. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 29 jun. 2015. Disponível em: . Acesso em: 7 nov. 2017.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. RE 253.885-0 MG. 1ª Turma. Recorrente: Município de Santa Rita do Sapucaí. Recorrida: Lázara Rodrigues Leite e outras. Rel. Min. Ellen Gracie. Brasília, 2002. Diário de Justiça. 21.06.2002. p. 796. Disponível em: . Acesso em: 22 jul. 2018.

BUSH, Robert; FOLGER, Joseph. La promesa de mediación. Tradução Aníbal Leal. Buenos Aires: Granica, 2010.

CAPRA, Fritjof. A teia da vida: uma nova compreensão científica dos sistemas vivos. Tradução Newton R. Eichenberg. São Paulo: Cultrix, 2004.

DAKOLIAS, Maria. El sector judicial en America Latina y el Caribe: elementos de reforma. World Bank technical paper; no. 319. Washington DC, 1997. Disponível em: . Acesso em: 06 ago. 2017.

DWORKIN, Ronald. O império do direito. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

ENTELMAN, Remo F. Teoría de conflictos. Barcelona: Gesida, 2009.

FERREIRA, Heline Sivini; LEITE, José Rubens Morato. A expressão dos objetivos do Estado de Direito Ambiental na Constituição Federal de 1988. In: COUTINHO, Ronaldo; AHMED, Flávio. Cidade, direito e meio ambiente: perspectivas críticas. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2011. p. 29-53.

FILPO, Klever Paulo Leal. Mediação judicial: discursos e práticas. Rio de Janeiro: Mauad. Faperj. 2016.

FISHER, Roger; URY, Willian; PATTON, Bruce. Como chegar ao sim: negociação de acordos sem concessões. Tradução Vera Ribeiro e Ana Luiza Borges. 2. ed. rev e ampl. Rio de Janeiro: Imago, 1994.

FUHRMANN, Nadia. Luta por reconhecimento: reflexões sobre a teoria de Axel Hornett e as origens dos conflitos sociais. Barbarói, Santa Cruz do Sul, n. 38, p. 79-96, jan./jun. 2013. Disponível em: . Acesso em: 03 mar. 2018.

GAGLIETTI, Mauro. A mediação dos conflitos como cultura da ecologia política. In: SPENGLER, Fabiana Marion; BEDIN, Gilmar Antonio (Org.). Acesso à justiça, direitos humanos e mediação. Curitiba: Multideia, 2013. p. 167-202. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2018.

GORETI, Ricardo. Mediação e acesso à justiça. Salvador: Juspodivm, 2016.

GRINOVER, Ada Pellegrini. O minissistema brasileiro de justiça consensual: compatibilidades e incompatibilidades. Disponível em: Acesso em: 06 ago. 2017.

HARDING, Stephan. Terra-viva: ciência, intuição e evolução de Gaia. São Paulo: Cultrix, 2008.

HONNETH, Axel. Luta por reconhecimento: a gramática moral dos conflitos sociais. Tradução Luiz Repa. São Paulo: Ed. 34, 2003.

KROHLING, Aloísio. A ética da alteridade e da responsabilidade. Curitiba: Juruá, 2011.

LEVINAS, Emmanuel. Entre nós. Ensaios sobre alteridade. 2. ed. São Paulo: Vozes, 2005.

MARINONI, Luiz Guilherme; ARENHART, Sergio; MITIDIERO, Daniel. O novo processo civil. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2015.

MARQUES, Alessandra Garcia. A solução de conflitos dentro e fora do processo por meio da mediação no ordenamento jurídico brasileiro: uma necessária contribuição do pensamento de Emannuel Lévinas sobre a justiça e a alteridade para a reflexão acerca da mediação. Revista de Direito Brasileira. v. 15, n. 6, São Paulo: set./dez. p. 200-222, 2016. Disponível em: Acesso em: 02 fev. 2018.

MARTINS, Natália Luiza Alves; DO CARMO, Valter Moura. Mediação de conflitos socioambientais: Uma alternativa à efetivação do direito fundamental ao meio ambiente ecologicamente equilibrado. Revista Catalana de Direito Ambiental, v. 6, n. 2, p. 1-38, 2015. Disponível em: . Acesso em: 03 mar. 2018.

MAUS, Ingeborg. Judiciário como superego da sociedade: o papel da atividade jurisprudencial na sociedade órfã. Tradução Martonio Lima e Paulo Albuquerque. Revista Novos Estudos, n. 58, p. 183-202, nov. 2000. Disponível em: . Acesso em: 05 mar. 2018.

MORIN, Edgar; KERN, Brigitte. Terra-Pátria. Tradução Paulo Neves. Porto Alegre: Sulina, 1995.

SILVA JUNIOR, Sidney Rosa da. A mediação e o interesse público ambiental. Revista Eletrônica de Direito Processual, v. 3, n. 3, p. 269-284, 2016. Disponível em: . Acesso em: 05 mar. 2018.

SPENGLER, Fabiana Marion. A crise do estado e a crise da jurisdição: (in)eficiência face à conflituosidade social. Revista Brasileira de Direito, v. 7, n. 1, p. 7-38, 2011. Disponível em: . Acesso em: 05 fev. 2018.

SUARES, Marines. Mediación: conducción de disputas, comunicación y técnicas. Buenos Aires: Paidós, 2016.

VASCONCELOS, Carlos Eduardo de. Mediação de conflitos e práticas restaurativas. 3. ed. rev., atual. e ampl. Rio de Janeiro: Forense; São Paulo: Método, 2014.

VENTURI, Elton. Transação de direitos indisponíveis? Revista de Processo. São Paulo. v. 251, p. 1-26. Jan. 2016. Disponível em: . Acesso em: 11 dez. 2017.

WARAT, Luis Alberto. In: MEZZAROBA, Orides et al. Surfando na pororoca: o ofício do mediador, v. III. Florianópolis: Fundação Boiteux, 2004.

WATANABE, Kazuo. Cultura da sentença e cultura da pacificação. In: Flavio Luiz Yarshel; Mauricio Zanoide de Morais (Org.). Estudos em homenagem à professora Ada Pellegrini Grinover. São Paulo: Dpj, 2005, p. 684-690.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9184.2018v18n3p711-737

Indexado
REDIB; Sumários.Org; DOAJ; Ulrich’s International Periodicals Directory; Latindex; RVBI; ROAD; OCLC WorldCat

Revista Jurídica Cesumar - Mestrado
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9184 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br


ISSN 1677-6402 Versão impressa interrompida em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.