Doença de Parkinson: Aspectos Fisiopatológicos e Terapêuticos

Flavio Dias Ferreira, Francine Maery Dias Ferreira, Raquel Balestri Heleno, Sidney Edson Mella Júnior

Resumo


A Doença de Parkinson (DP) é uma das afecções degenerativas do sistema nervoso central mais frequentes, de caráter progressivo, que acomete núcleos de base. Clinicamente, caracteriza-se por tremor de repouso, rigidez muscular e bradicinesia. Com a progressão da doença, o paciente tem limitação gradativa dessa independência com prejuízos para sua autonomia. Os comprometimentos físico-mental, emocional, social e econômico associados aos sinais e sintomas e às complicações secundárias da DP interferem no nível de incapacidade do indivíduo e podem influenciar negativamente a qualidade de vida do mesmo. A levodopa é o precursor metabólico da dopamina e isoladamente o fármaco mais eficaz para o tratamento da DP. Na prática, o uso deste fármaco é associado à Carbidopa ou Benserazida, pois administrada isoladamente ela é em grande parte descarboxilada. O uso da desta alivia alguns dos sintomas relacionados à parte motora da DP. A pesquisa bibliográfica foi realizada em sites indexadores e alguns livros referente ao assunto. A presente revisão torna mais claro que a evolução da doença é variável, pois os pacientes podem permanecer muitos anos com os mesmo sintomas e pouco incapacitados ao lado de outros cuja progressão é mais rápida. O que se deve manter claro é que, com os recursos terapêuticos disponíveis, na maioria dos casos, é possível manter o paciente em condições clínicas que permitam, por longos períodos, um nível de vida normal ou próximo a este, embora uma cura radical, definitiva, ainda não seja possível.

Palavras-chave


Antiparkinsonianos; Doença de Parkinson; Levodopa.

Texto completo:

Artigo_Pdf

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.