Prevalência do Tabagismo entre Discentes do Curso de Enfermagem da Universidade Severino Sombra

Ana Carla Balthar Bandeira, Tereza Aparecida Dornelas, Marco Aurélio dos Santos Silva, Geovani Nunes Dornelas, Lília Marques Simões Rodrigues, Frank Silva Bezerra

Resumo


O objetivo deste estudo foi levantar a prevalência e o perfil de tabagistas entre discentes do Curso de Enfermagem da Universidade Severino Sombra. Para isto, durante o período de fevereiro a março de 2009 foi aplicado um questionário para uma amostra de 200 alunos devidamente matriculados e com 18 anos completos. Foi utilizada a análise de prevalência, aproximada em 100%. A prevalência de fumantes, ex-fumantes e não fumantes foi de 10,5%, 4% e 85,5%, respectivamente. O tabagismo foi 1,2 vezes mais frequente entre os homens (11,8/10,1) e entre as mulheres na faixa etária de 21 e 30 anos, com 33,3%. A idade de início do tabagismo foi prevalente antes dos 18 anos (71,4%) e os fatores motivadores ao fumo foram a influência de amigos e a curiosidade, com 38,1% e 28,6%, respectivamente. A maioria dos fumantes (71,4%) apresentou grau leve de dependência nicotínica. Concluiu-se que o tabagismo entre os acadêmicos do Curso de Enfermagem da USS mostrou-se presente e discretamente aumentado em relação a trabalhos anteriores.

Palavras-chave


Tabagismo; Prevalência do Fumo; Perfil do Acadêmico de Enfermagem.

Texto completo:

Artigo_Pdf


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.