Escassez Hídrica Mundial: Uma Ação Antrópica de Agravos à Saúde

Thaís Dias Lopes, Patrícia Pereira Arruda

Resumo


A água é um recurso natural essencial à manutenção da vida, pois participa em grande parte do metabolismo orgânico. Sendo assim, a ingestão hídrica é considerada como uma necessidade fisiológica básica. No decorrer dos anos, o espaço natural tem sofrido modificações as quais são moldadas por interesses econômicos, políticos e sociais executadas pela sociedade. Tal cenário propiciou o desenvolvimento tecnológico, levando o homem a utilizar os recursos naturais de forma irracional, provocando o surgimento de problemas ambientais, sobretudo o desperdício de água que futuramente poderá culminar com a escassez hídrica mundial. Através de um caminho metodológico baseado em pesquisa bibliográfica com a reflexão de um conhecimento científico, o presente estudo objetiva relatar as principais complicações orgânicas que afetam o organismo, devido a uma ingestão hídrica insuficiente, sendo hoje causada pelo comportamento inadequado do ser humano e futuramente consequência de uma deficiência de recurso hídrico proveniente da ação antrópica, desencadeando assim uma relação conflituosa entre homem e natureza. Percebe-se que a falta de água torna-se um problema de saúde pública, pois com a redução da ingestão hídrica, ocorrerão alterações fisiológicas, favorecendo o surgimento de patologias como a desidratação, insuficiência renal, urolitíase e hipotensão, que, persistindo, poderão levar o ser vivo a óbito. Portanto, é indispensável que todos os governos promovam ações, adequando as legislações vigentes, fiscalizando e punindo com rigor agressões e crimes contra o ambiente, bem como o emprego da educação ambiental como uma ferramenta de conscientização humana, despertando no individuo a necessidade de mudança de postura e mentalidade.

Palavras-chave


Escassez Hídrica Mundial; Saúde; Educação Ambiental.

Texto completo:

Artigo_Pdf

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.