Saúde Pública, Atividade Física e Qualidade de Vida de Idosos: Uma Reflexão Teórica

Ramon Missias Moreira, Jules Ramon Brito Teixeira, Eduardo Nagib Boery, Rita Narriman Silva de Oliveira Boery, Tilson Nunes Mota

Resumo


O crescimento da taxa de longevidade é uma realidade na história da humanidade. O Brasil, nas últimas décadas, passa por este processo. O desenvolvimento socioeconômico e cultural, aliados à modernidade tecnológica e a redução da taxa de fecundidade, possibilitou, no Brasil, o aumento da longevidade, possibilitando melhores condições de vida às pessoas da terceira idade. Paralelamente, são reconhecidos os benefícios decorrentes da prática de atividade física regular para a qualidade de vida deste grupo etário. Levando-se em consideração estas questões, objetivou-se neste estudo uma reflexão teórica sobre a relação entre envelhecimento, saúde pública, Educação Física e atividade física na promoção da qualidade de vida.

Palavras-chave


Envelhecimento; Atividade Física; Saúde Pública; Educação Física; Qualidade de Vida

Texto completo:

PDF


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.