Estudo do Efeito da Microdermoabrasão no Tratamento de Estrias Atróficas: Estudo de Caso

Fernando Marcos Rosa Maia Guerra, Marcia Cristina de Souza Lara Kamei, Alessandra Benatti Burkle

Resumo


Este trabalho trata de um estudo de caso com uma voluntária do sexo feminino, 21 anos, caucasiana e teve por objetivo avaliar os efeitos da microdermoabrasão com cristais no tratamento de estrias atróficas. Para isso foi feita a coleta de imagens e biopsia de uma estria homogênea, ambos os procedimentos foram realizados antes e após o tratamento. A paciente foi submetida a dez sessões, sendo essas uma vez por semana. Os resultados obtidos revelaram um aumento dos fibroblastos, permitindo uma neovascularização, obtendo-se o retorno da sensibilidade álgica e a normalização gradativa na pigmentação epidérmica, bem como a restituição do preenchimento de colágeno. Concluiu-se, assim, que a microdermoabrasão com cristais pode ser uma boa opção de tratamento em estrias atróficas para a voluntária deste estudo.

Palavras-chave


Biópsia, Fisioterapia, Estrias

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/1983-1870.2013v6n3p%25p

Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1983-1870 Impressa
ISSN 2176-9206 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.