O Uso do Plasma Rico em Plaquetas para Regeneração Óssea na Osteoporose

Sérgio Spezzia

Resumo


O plasma rico em plaquetas (PRP) é um concentrado autólogo de plaquetas humanas e uma fonte de variados fatores de crescimento que podem melhorar a cicatrização dos tecidos e a reparação óssea, possuindo propriedades osteoindutoras. Sua alta concentração de plaquetas atua frente a um trauma com ativação dessas plaquetas e liberação de fatores de crescimento, que agem no processo de reparo ósseo. A osteoporose é uma doença osteometabólica caracterizada por perda de massa óssea e deterioração da microarquitetura do tecido ósseo com consequente fragilidade óssea e maior suscetibilidade a fraturas. O uso do PRP pode ser feito em situações que possuem menores chances de sucesso, como nos enxertos ósseos em edêntulos totais com maxilas extremamente reabsorvidas e em pacientes com osteoporose. O objetivo deste artigo foi o de realizar uma revisão bibliográfica acerca da aplicabilidade do PRP para tentativa de restituição de tecido ósseo perdido, advindo do acometimento por osteoporose. O gel de plaquetas é usado para regenerar osso na osteoporose. Concluiu-se que danos ou sequelas provocados pela osteoporose podem ser minimizados com o uso do PRP, que irá promover restituição do tecido ósseo perdido, mesmo que parcialmente.

Palavras-chave


Plasma Rico em Plaquetas; Regeneração Óssea

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.