Tratamento de Feridas: A Especificidade das Lesões Oncológicas

Isabelle Campos de Azevedo, Roberta Kaliny de Souza Costa, Gilson de Vasconcelos Torres, Marcos Antônio Ferreira Júnior

Resumo


As feridas oncológicas ocorrem a partir da infiltração de células malignas no tecido epitelial, afetando a sua integridade. Estas lesões acometem entre 5% a 10% dos portadores de câncer, podendo se desenvolver em estágios iniciais, como no câncer de pele, ou na fase final da doença, através de metástases. As lesões oncológicas apresentam mau prognóstico, geralmente não cicatrizam e exigem cuidados paliativos para aliviar os sintomas, diminuir complicações e melhorar a qualidade de vida através da prevenção e do alívio do sofrimento do paciente e sua família. Partindo desse pressuposto, faz-se necessário que a equipe de saúde, em especial, a enfermagem, esteja ciente dos cuidados específicos a serem prestados aos portadores de feridas tumorais, assim como dos produtos, materiais e medicamentos para o seu tratamento. Portanto, destaca-se a relevância dessa revisão de literatura pela carência de produção científica sobre o assunto, além de sua contribuição na construção de conhecimentos que forneçam elementos para melhor planejamento das ações oferecidas no serviço de atenção às pessoas com lesões tumorais, para elaboração de estratégias de qualificação profissional, melhoria da assistência através do estabelecimento de novas práticas e, consequentemente, maior satisfação dos usuários e suas famílias, mediante o atendimento às suas necessidades.

Palavras-chave


Assistência de Enfermagem; Dermatologia; Feridas; Oncologia

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.