Sexualidade em Idosas Participantes de um Grupo de Convivência

Rachel Belarmino Costa, Kalina Kelma Oliveira de Sousa, Renata dos Santos Vasconcelos, Teresa Maria da Silva Câmara, Thiago Brasileiro de Vasconcelos, Vasco Pinheiro Diógenes Bastos

Resumo


O envelhecer pode ser conceituado como um processo consequente de alterações no organismo, que se apresentam de forma variável e individual. Os grupos de terceira idade são possibilidades de troca e interação com pessoas da mesma geração, por meio dos grupos de convivência o idoso tem a possibilidade de construir novos laços de relação e novas formas de compartilhar o aprendizado com outros indivíduos. Sendo assim, objetivou-se identificar como as idosas participantes de um grupo de convivência percebem a sua sexualidade. Estudo de natureza exploratória, descritiva, com abordagem quanti-qualitativa com idosas, participantes de um grupo de convivência. O perfil demográfico das idosas pesquisadas é caracterizado por 60% (n=9) de viúvas, 53,3% (n=8) possuem o ensino fundamental incompleto, 80% (n=12) afirmaram ser católicas praticantes. 53,3% (n=8) relataram que o tema sexualidade não é discutido abertamente na sua família, 40% (n=6) afirmaram que o sexo é muito importante e 13,3% (n=2) afirmam que praticam sexo. As idosas pesquisadas acham importante a atividade sexual e pensam em sexo.

Palavras-chave


Envelhecimento; Saúde do Idoso; Sexualidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9206.2015v8n2p239-245


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.