Consumo Alimentar de Magnésio, Potássio e Fósforo por Adolescentes de uma Escola Pública

Adriana Maciel Batista, Elviane Maria da Silva, Emerson Iago Garcia e Silva, Cristhiane Maria Bazílio de Omena Messias

Resumo


O presente estudo, do tipo transversal, teve como objetivo avaliar o consumo alimentar de magnésio, potássio e fósforo por 207 adolescentes do sexo feminino e masculino, com faixa etária de 15-17 anos, de uma escola pública de Petrolina - Pernambuco. As atividades foram iniciadas com a coleta dos dados alimentares por meio do Recordatório 24hrs; para a quantificação dos minerais foram utilizadas a tabela de medidas caseiras, a tabela brasileira de composição de alimentos e a tabela de composição nutricional dos alimentos consumidos no Brasil. Para comparar a ingestão destes minerais segundo sexo e faixa etária, utilizou-se as recomendações dispostas pelas DRIs. Com relação ao consumo mediano, apenas os adolescentes do sexo masculino apresentaram consumo de fósforo acima do recomendado. Os percentuais de inadequação foram elevados em ambos os sexos, principalmente para o consumo de magnésio (96,2% e 96%) e potássio (100% e 98,7%). O percentual de inadequação de fósforo apresentou-se superior para os meninos (67,6%) em relação ao sexo feminino (41,4%). O baixo consumo destes minerais pode levar ao comprometimento futuro do estado nutricional desta população; portanto, é de extrema importância o desenvolvimento de intervenções objetivando a melhora do comportamento alimentar.

Palavras-chave


Adolescente; Fósforo; Magnésio; Minerais; Potássio.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9206.2016v9n1p73-82

Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.