Análise Comparativa do Equilíbrio Quase Estático entre Praticantes de Muay-Thai de Diferentes Níveis de Aprendizado

Patricia Aparecida Brigida, Fernando Possamai, José Roberto Andrade do Nascimento Júnior, Weslei Jacob, Daniel Vicentini de Oliveira

Resumo


Este estudo teve como objetivo analisar e comparar o equilíbrio quase estático de praticantes de Muay-Thai de diferentes níveis de aprendizado. Trata-se de um estudo transversal, no qual a amostra foi constituída de 20 praticantes de Muay-Thai, sendo 10 do Grupo Iniciante e 10 do Grupo Avançado de aprendizagem da modalidade. O instrumento utilizado para a coleta de dados foi a plataforma de força da marca EMG System do Brasil, modelo Biomec 4000. O protocolo aplicado foi a Estabilometria. Cada indivíduo realizou os testes nas condições: bipodal com os olhos fechados (BOF) e olhos abertos (BOA), e na posição monopodal com olhos fechados (MOF) e olhos abertos (MOA). Os dados foram analisados por meio da estatística descritiva e inferencial. Por meio dos resultados, pode-se identificar diferença significativa (p = 0,04) na área MOA, evidenciando que os praticantes em nível avançado apresentam maior equilíbrio quase estático quando comparados com praticantes iniciantes. Conclui-se que é maior o equilíbrio quase estático na posição monopodal com olhos abertos dos praticantes de Muay-Thai em nível avançado, em comparação aos de nível inicial.

Palavras-chave


Aptidão física; Artes marciais; Exercício físico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9206.2016v9n2p211-217

Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.