A Relação entre as condições de trabalho e saúde dos estudantes trabalhadores

Marcia Silva Pereira, Regiane da Silva Macuch, Flavio Bortolozzi, Sonia Maria Marques Gomes Bertolini, Mateus Dias Antunes

Resumo


O objetivo deste estudo foi correlacionar condições de saúde às de trabalho de estudantes universitários trabalhadores a partir de uma revisão de literatura com a finalidade de sugerir ações promotoras de saúde. A pesquisa realizou-se por meio de revisão de literatura e pesquisa de campo, em que discute e analisa a relação entre as condições de trabalho e a saúde dos estudantes trabalhadores. O tempo de estudo escasso, a carga horária de trabalho associada e as horas insuficientes de descanso interferem diretamente no rendimento acadêmico familiar e laboral do estudante, podendo provocar distúrbios físicos, familiares e emocionais. É importante considerar que alguns hábitos podem prejudicar o rendimento dos mesmos como dormir tarde, má alimentação. Refletir sobre a realidade, as dificuldades enfrentadas e os fatores que possam afetar o desempenho do estudante trabalhador para promover sua saúde e qualidade de vida é importante. Foi possível identificar as situações que podem levar esse público à má qualidade de vida e ao adoecimento, embora muitas vezes, os próprios não percebam tal fato, considerando boas suas condições de saúde. Os resultados desta pesquisa apontam para a necessidade de novos estudos sobre a qualidade de vida dos estudantes universitários e podem trazer grandes contribuições para a proposição de ações promotoras de saúde aos mesmos.

Palavras-chave


Condições de trabalho; Nível de saúde; Promoção da Saúde; Qualidade de vida

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/1983-1870.2016v9n3p525-535

Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1983-1870 Impressa
ISSN 2176-9206 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.