HOMEM CUIDADOR FAMILIAR DE IDOSA COM DOENÇA DE ALZHEIMER

Karla Ferraz dos Anjos, Rita Narriman Silva de Oliveira Boery, Vanessa Cruz Santos, Eduardo Nagib Boery, Darci de Oliveira Santa Rosa

Resumo


O envelhecimento populacional tem produzido demandas às famílias, como o cuidado do idoso acometido por alguma doença no domicílio. Esse artigo visa descrever o cuidado de homem cuidador familiar de idosa com doença de Alzheimer. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, de caso único, realizada com um único homem cuidador de idosa. Os resultados evidenciam que o cuidador dedica-se integralmente ao cuidado da idosa e não recebe orientações de profissionais de saúde para apoiá-lo no desenvolvimento dessa atividade. A decisão de cuidar é influenciada pelo (con)viver de filho e mãe e por não ter outra pessoa disponível, e sua continuidade fudamenta-se no reconhecimento de que outras pessoas também vivenciam situações semelhantes. Emergem sentimentos relacionados a essa atividade, como amor, satisfação, obrigação e convivência com a doença de Alzheimer. Conclui-se que a assunção da responsabilidade pelo cuidado da idosa resulta implicações, como as econômicas, no cotidiano do homem cuidador e da idosa cuidada.

Palavras-chave


Cuidadores; Família; Idoso; Demência; Doença de Alzheimer.

Texto completo:

PDF

Referências


ANJOS, K. F.; BOERY, R. N. S. O.; PEREIRA, R.; PEDREIRA, L.C.; VILELA, A.B.A.; SANTOS, V. C. Associação entre apoio social e qualidade de vida de cuidadores familiares de idosos dependentes. Ciência & Saúde Coletiva, v. 20, n. 5, p. 1321-1330, maio. 2015.

ARAÚJO, A.P.S.; MOREIRA, R. C. P. S.; SLABCOUSHI, R. L. Correlação entre o impacto de cuidar e capacidade funcional de pacientes com doença de Alzheimer. Revista Saúde e Pesquisa, v. 4, n. 2, p. 177-184, maio/dez. 2011.

ARRUDA, M. C.; ALVAREZ, A. M.; GONÇALVES, L.H.T. O familiar cuidador de portador de doença de Alzheimer participante de um grupo de ajuda mútua. Cienc Cuid Saude, v. 7, n. 3, p. 339-345, Jul/Set. 2008.

BRASIL. Secretaria Especial dos Direitos Humanos, Subsecretaria de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos. Cuidar melhor e evitar a violência: Manual do Cuidador da Pessoa Idosa. Brasília: Ministério da Saúde, 2008.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70; 2011.

COLLINS, C.R. Men as caregivers of the elderly: support for the contributions of sons. Journal of Multidisciplinary Healthcarev. v. 11, n. 7, p. 525-531, nov. 2014.

GALLUCCI NETO, J; TAMELINI, M.G; FORLENZA, O.V. Diagnóstico diferencial das demências. Rev Psiq Clín. v. 32, n. 3, p. 119-30, maio/jun. 2005.

HERRERA JÚNIOR, E; CARAMELLI, P; NITRINI, R. Estudo epidemiológico populacional de demência na cidade de Catanduva, estado de São Paulo. Arch clin psychiatry, v. 25, n. 2, p. 70-3, 1998.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo: síntese das informações das cidades. Rio de Janeiro (RJ): IBGE; 2015.

ILHA, S.; BACKES, D.S.; SANTOS, S.S.C.; GAUTÉRIO-ABREU, D.P.; SILVA, B.T., PELZER, M.T. Doença de alzheimer na pessoa idosa/família: dificuldades vivenciadas e estratégias de cuidado. Esc Anna Nery, v. 20, n. 1, p. 138-146, jan/mar. 2016.

LEITE, C. D. S. M.; MENEZES, T.L.M.; LYRA, E.V.V.; ARAÚJO, C.M.T. Conhecimento e intervenção do cuidador na doença de Alzheimer: uma revisão da literatura. J Bras Psiquiatr, v. 63, n.1, p. 48-56, abr-jun. 2014.

MACHADO, J. C. Doença de Alzheimer. In: FREITAS, E. V.; PY, L. Tratado de Geriatria e Gerontologia. 3. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2013.

POLTRONIERE, S.; CECCHETTO, F. H.; SOUZA, E. N. Doença de Alzheimer e demandas de cuidados: o que os enfermeiros sabem? Rev Gaúcha Enferm, v. 32, n. 2, p. 270-278. jun 2011.

SEIMA, M. D.; LENARDT, M. H.; CALDAS, C. P. Relação no cuidado entre o cuidador familiar e o idoso com Alzheimer. Rev Bras Enferm, v. 67, n. 2, p. 233-240, mar/abr. 2014.

VIZZACHI, B.A.; DASPETT, C.; CRUZ, M.G.S.; HORTA, A.L.M. A dinâmica familiar diante da doença de Alzheimer em um de seus membros. Rev Esc Enferm USP, v. 49, n. 6, p. 933-938, dez. 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/1983-1870.2017v10n2p317-324

Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1983-1870 Impressa
ISSN 2176-9206 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.