PERFIL SOCIODEMOGRÁFICO ASSOCIADO EM NÍVEL DE APTIDÃO FÍSICA RELACIONADA À SAÚDE EM ESCOLARES

Ana Paula Sehn, Cézane Priscila Reuter, Deise Graziela Kern, Cristiane Fernanda da Silva, Cláudia Daniela Barbian, Letícia Welser, Miria Suzana Burgos

Resumo


Este estudo teve como objetivo verificar se existe associação entre fatores sociodemográficos e níveis de aptidão física relacionada à saúde em escolares. Foram sujeitos deste estudo transversal 1.000 crianças e adolescentes, de sete a 17 anos de idade, de Santa Cruz do Sul-RS. Analisou-se o nível socioeconômico, o perfil nutricional, a flexibilidade, a resistência abdominal e a aptidão cardiorrespiratória. Todas as análises foram realizadas no programa estatístico SPSS v. 23.0, considerando um nível de significância de p<0,05. Resultados demonstraram que a prevalência de sobrepeso/obesidade foi superior no sexo masculino (RP: 1,05; p=0,025) e inferior entre os adolescentes (RP: 0,89; p<0,001). Por outro lado, escolares do sexo masculino apresentam prevalência 6% menor de baixos níveis de APCR (p=0,001). Adolescentes (RP: 1,07; p=0,005), estudantes da rede municipal (RP: 1,10; p=0,049) e da zona urbana (RP: 1,09; p=0,002) apresentam maior prevalência de baixos níveis de APCR. Concluiu-se que fatores sociodemográficos estão associados aos baixos níveis de aptidão física em escolares.

Palavras-chave


Adolescente; Aptidão física; Criança

Texto completo:

PDF

Referências


ABEP. Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa. Critério de classificação econômica Brasil. 2012. Disponível em: . Acesso em: 18 mar. 2016.

ALBERTO, A. A. D.; FIGUEIRA JUNIOR, A. J. Prevalência de inatividade física e sua associação com variáveis sociodemográficas em adolescentes do Município de Macapá/AP. Rev Bras Ciênc Mov., v. 23, n. 4, p. 80-93, 2015.

ANDRADE, S.; OCHOA-AVILÉS, A.; LACHAT, C.; ESCOBAR, P.; VERSTRAETEN, R.; VAN CAMP, J; DONOSO, S.; ROJAS, R.; CARDON, G.; KOLSTEREN, P. Physical fitness among urban and rural Ecuadorian adolescents and its association with blood lipids: a cross sectional study. BMC Pediatrics, v. 14p. 1-10, 2014.

BARBOSA FILHO, V. C.; CAMPOS W.; LOPES, A. S. Epidemiology of physical inactivity, sedentary behaviors, and unhealthy eating habits among Brazilian adolescents: a systematic review. Ciênc Saúde Colet., v.19, n.1, p.173-193, 2014.

BARROS, M. V. G.; NAHAS, M. V. Medidas da atividade física: teoria e aplicação em diversos grupos populacionais. Londrina: Miodiograf, 2003.

BEBCAKOVA, V.; VADASOVA, B.; KACUR, P.; JUNGER, J.; BORZIKOVA, I.; ZVONAR, M; GIMUNOVA, M. Distribution of health-related physical fitness in Slovak population. Springer Plus, v. 4, p. 1-8, 2015.

BENAVIDES, D. H. P.; BAUTISTA, J. E. C.; VÉLEZ, R. Niveles de actividad física, condición física y tiempo en pantallas em escolares de Bogotá, Colombia: estudio FUPRECOL. Nutr Hosp, v. 32, n. 5, p. 2184-2192, 2015.

BIBILONI, M. M.; PICH, J.; CÓRDOVA, A.; PONS, A.; TUR, J. A. Association between sedentary behaviour and socioeconomic factors, diet and lifestyle among the Balearic Islands adolescents. BMC Public Health, v. 12, p. 1-1, 2012.

BURGOS, M. S. Saúde dos Escolares – Fase III: Avaliação de indicadores bioquímicos, genéticos, hematológicos, imunológicos, posturais, somotomotores, saúde bucal, fatores de risco às doenças cardiovasculares e estilo de vida de escolares: estudo em Santa Cruz do Sul-RS (Projeto de Pesquisa). Santa Cruz do Sul: UNISC, 2014.

COLEDAM, D. H. C.; FERRAIOL, P. F.; SANTOS, J. W.; OLIVEIRA, A. R. Fatores associados à aptidão cardiorrespiratória de escolares. Rev Bras Med Esporte, v. 22, n. 1, p. 21-26, 2016.

COOMBS, N.; SHELTON, N., ROWLANDS, A.; STAMATAKIS, E. Children’s and adolescents’ sedentary behaviour in relation to socioeconomic position. J Epidemiol Community Health, v. 67, n. 10, p. 868-874, 2013.

DAMIANI, D. et al. Síndrome metabólica em crianças e adolescentes: dúvidas na terminologia, mas não nos riscos cardiometabólicos. Arq Bras Endocrinol Metabol., São Paulo, v. 55, n. 8, p. 576-582, 2011.

DIAS, P. J. P.; DOMINGOS, I. P.; FERREIRA, M. G.; MURARO, A. P.; SICHIERI, R.; SILVA, R. M. G. Prevalence and factors associated with sedentary behavior in adolescents. Rev Saúde Pública, v. 48, n. 2, p. 266-274, 2014.

DUMITH, S. C.; AZEVEDO JÚNIOR, M. R.; ROMBALDI, A. J. Aptidão Física Relacionada à Saúde de Alunos do Ensino Fundamental do Município de Rio Grande, RS, Brasil. Rev Bras Med Esporte, v. 14, n. 5, p. 454-459, 2008.

ERKELENZ, N.; SCHREIBER, A. C.; KOBEL, S.; KETTNER, S.; DRENOWATZ, C.; STEINACKER, J. M. Relationship of parental health-related behaviours and physical fitness in girls and boys. Z Gesundh Wiss, v. 22, n. 5, p. 407-414, 2014.

MIGUEL-ETAYO, P.; GARCIA-MARCO, L.; ORTEGA, F. B.; INTEMANN, T.; FORAITA, R.; LISSNER, L.; OJA, L.; BARBA, G.; MICHELS, N.; TORNARITIS, M.; MOLNÁR, D.; PITSILADIS, Y.; AHRENS, W.; MORENO, L. A.; IDEFICS CONSORTIUM. Physical fitness reference standards in European children: the IDEFICS study. Int J Obes (Lond)., v. 38, p. 57-66, 2014.

GONÇALVES, E. C. A.; SILVA, D. A. S. Prevalência e fatores associados a baixos níveis de aptidão aeróbia em adolescentes. Rev Paul Pediatr., São Paulo, v. 34, n. 2, p. 141-47, 2016.

JIN, Y.; JONES-SMITH, J. C. Associations between family income and children’s physical fitness and obesity in California, 2010–2012. Prev Chronic Dis, v. 12, p. 1-9, 2015.

LUGUETTI, C. N.; RÉ A. H. N.; BÖHME, M. T. S. Indicadores de aptidão física de escolares da região centro-oeste da cidade de São Paulo. Rev. bras. cineantropom. desempenho hum., Florianópolis, v. 12, n. 5, p. 331-337, 2010.

OLIVEIRA, G.; SILVA, D. A. S.; MAGGI, R. M.; PETROSKI, E. L.; FARIAS, J. M. Fatores sociodemográficos e de aptidão física associados a baixos níveis de atividade física em adolescentes de uma cidade do Sul do Brasil. Rev Educ Fís UEM, v. 23, n. 4, p. 635-645, 2012.

PETROSKI, E. L.; SILVA, A. F.; RODRIGUES, A. B.; PELEGRINI, A. Associação entre baixos níveis de aptidão física e fatores sociodemográficos em adolescentes de área urbanas e rurais. Motriz, v. 8, n. 1, p. 5-13, 2012.

PROESP-BR. Projeto Esporte Brasil. Manual. 2009. Disponível em: http://www.proesp.ufrgs.br Acesso em: 18 de março de 2016.

REZENDE, L. F. M.; AZEREDO, C. M.; CANELLA, D. S.; CLARO, R. M.; CASTRO, I. R. R; LEVY, R. B.; LUIZ ODO, C. Sociodemographic and behavioral factors associated with physical activity in Brazilian adolescents. BMC Public Health, v. 14, p.1-11, 2014.

SANTOS, G. C.; STABELINI NETO, A.; SENA, J. S.; CAMPOS, W. Atividade física em adolescentes: uma comparação entre os sexos, faixas etárias e classes econômicas. Rev Bras Ativ Fís Saúde, v.19, n. 4, p. 455-464, 2014.

SECCHIA, J. D.; GARCÍA, G. C.; ESPAÑA-ROMERO, V.; CASTRO-PIÑERO, J. Condición física y riesgo cardiovascular futuro en niños y adolescentes argentinos: una introducción de la batería ALPHA. Arch Argent Pediatr., v. 112, n. 2, p.132-140, 2014.

TAMBALIS, K. D.; PANAGIOTAKOS, D. B.; ARNAOUTIS, G.; SIDOSSIS, L. S. Endurance, explosive power and muscle strength in relation to Body Mass Index and physical fitness in Greek children aged 7 to 10-y-old. Pediatr Exerc Sci, v. 25, n. 3. p. 394-406, 2013.

WHO. World Health Organization. Growth reference data for 5-19 years. 2007. Disponível em: http://www.who.int/growthref/en/ . Acesso em: 21 mar. 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/1983-1870.2017v10n1p75-82

Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1983-1870 Impressa
ISSN 2176-9206 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.