CUIDADO À SAÚDE DA PESSOA EM SITUAÇÃO DE RUA: DEBATE E RELATOS PARA UMA ABORDAGEM INTERSETORIAL

Káren Maria Rodrigues da Costa, João Janilson da Silva Sousa, Rebeca Barbosa da Rocha, Maísa Ravenna Beleza Lino, Geovania Vieira de Brito, Noé Fontenele de Sousa

Resumo


Este artigo apresenta relato referente ao “I Encontro sobre as Políticas de Atendimento à População em Situação de Rua: Articulação entre SUS e SUAS”, realizado por residentes da Residência Multiprofissional em Saúde da Família em Parnaíba (PI) durante os meses de outubro e novembro de 2016. O objetivo é discorrer sobre o encontro e discutir as políticas de atendimento à pessoa em situação de rua - PSR. O evento teve como público-alvo os agentes comunitários de saúde (ACS) e enfermeiros de quatro Distritos de Saúde. O evento possibilitou a discussão sobre a PSR, as políticas de reconhecimento dessa população, a existência e qualidade do serviço ofertado pelo Centro de Referência Especializado para População de Rua e a discussão de casos. Desse modo, o evento deu aos profissionais de saúde a oportunidade de lançar um novo olhar em relação à PSR e criou a possibilidade de realização de outros eventos com o mesmo tema destinado aos profissionais de outros setores da rede

Palavras-chave


Pessoas em situação de rua; Sistema Único de Saúde; ação intersetorial.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, R. C. F.; VARANDA, W. Descartáveis urbanos: discutindo a complexidade da população de rua e o desafio para políticas de saúde. Saúde e Sociedade, v. 13, n. 1, p. 23-45, 2004.

AGUIAR, M. M.; IRIART, A. B. Significados e práticas de saúde e doença entre a população em situação de rua em Salvador, Bahia, Brasil. Cad. Saúde Pública, v.28, n.1, n.115-124, 2012.

BARATA, R. B. Desigualdade social em saúde na população em situação de rua na cidade de São Paulo. Saúde Soc. v.24, supl.1, p.219-232, 2015.

BORYSOW, I. C.; FURTADO, J. P. Acesso, equidade e coesão social: avaliação de estratégias intersetoriais para a população em situação de rua. Rev Esc Enferm USP,

v. 48, n. 6, p.1069-76, 2014.

BRASIL. Lei nº 8080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 19 set. 1990.

BRASIL. Decreto Presidencial n° 7.053, de 23 de Dezembro de 2009. Institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, Seção 1, 24 dez. 2009.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Pesquisa nacional sobre a população em situação de rua. Brasília, 2008.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 940/GM/MS, 28 de abril de 2011. Regulamenta o Sistema Cartão de Saúde (Sistema Cartão). Diário Oficial da União, Brasília, DF, Sessão 1, 29 de abr. 2011.

BRASIL, Ministério da Saúde. Políticas de Promoção das Equidades em Saúde. Brasília, 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Saúde da população em situação de rua: um direito humano. Brasília-DF, 2015.

CARNEIRO, J. N.; SILVEIRA, C. Organização das práticas de atenção primária em saúde no contexto dos processos de exclusão/inclusão social. Cad Saúde Pública, v. 19, v. 6, p. 1827-35, 2003.

FARIAS, D. C. S. et al. Saberes sobre saúde entre pessoas vivendo em situação de rua. Psicologia e Saber Social, v.3, n.1, p. 70-82, 2014.

FIORATI, R. C. População em vulnerabilidade, intersetorialidade e cidadania: articulando saberes e ações. Saúde Soc, v.23, n.4, p.1458-1470, 2014.

HALLAIS, J. A. S.; BARROS, N. F. Consultório na Rua: visibilidades, invisibilidades

e hipervisibilidade. Cad. Saúde Pública, v.31, n.7, p.1497-1504, 2015.

KAMI M. T. M. et al. Saberes ideológicos e instrumentais no processo de trabalho no Consultório na Rua. Rev Esc Enferm USP, v. 50, n. 3, p.442-449, 2016.

MARCERATA, I.; SOARES, J. G. N.; RAMOS, J. F. C. Apoio como cuidado de territórios existenciais: Atenção Básica e a rua. Interface comunicação saúde educação, v.18, Supl. 1, n.919-30, 2014.

MATRACA, M. V. C.; JORGE, T. C. A; WIMMER, G. O PalhaSUS e a Saúde em Movimento nas Ruas: relato de um encontro. Interface comunicação saúde educação, v.18, Supl. 2, p.1529-1536, 2014.

PAIVA, I. K. S. et al. Direito à saúde da população em situação de rua: reflexões sobre a problemática. Ciênc. saúde coletiva, v.21 n.8, p. 2595- 2606, 2016.

SERAFINO, I; LUZ, L. C. X. Políticas para a população adulta em situação de rua: questões para debate. Revista Katálysis, v. 18, n. 1, p. 74-85, 2015.

SILVA, C. C.; CRUZ, M. M.; VARGAS, E. P. Práticas de cuidado e população em situação de rua: o caso do Consultório na Rua. Saúde Debate, v. 39, n. Especial, p. 246-256, 2015.

SUGUYANA, P.; BUZZO, L. E.; OLIVEIRA, M. L. F. Desvelando a vivência da equipe multiprofissional no cuidar do paciente esquizofrênico. Saúde e Pesquisa, v. 9, n. 1, p. 65-71, 2016.

TRINO, A. T.; MACHADO, M. P. M.; RODRIGUES, R. B. Conceitos norteadores do cuidado junto à população em situação de rua. In: TEIXEIRA, M.; FONSECA, Z. Saberes e práticas na atenção primária à saúde: cuidado à população em situação de rua e usuários de álcool, crack e outras drogas. São Paulo: Hucitec, 2015. p. 27-53.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/1983-1870.2017v10n2p251-258

Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1983-1870 Impressa
ISSN 2176-9206 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.