INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM CRECHE DA REDE MUNICIPAL DE PETRÓPOLIS - RIO DE JANEIRO

Noory Lisias Oliveira, Diana Ramos-Oliveira, Claudia Helena Cerqueira Marmora

Resumo


Este artigo tem como objetivo avaliar os ganhos cognitivos motor após intervenção preventiva fisioterapêutica em crianças de seis creches que atendem à população de baixa renda do município de Petrópolis, Rio de Janeiro, no ano de 2016, organizadas em grupo controle e intervenção, em uma metodologia quase-experimental, com crianças de seis a 12 meses de idade, durante 40 dias. O grupo intervenção teve sessões individuais de fisioterapia com duração de 15 minutos. O grupo controle seguiu a rotina da creche. As crianças foram avaliadas pelo teste Denver em pré-teste e pós-teste. No teste preliminar, os resultados apontaram uma homogeneidade no atraso motor nos dois grupos principalmente no item linguagem (70%), que se modifica no grupo intervenção no pós–teste com 100% de ganho e o aparecimento de piora no pós–teste do grupo controle (84,6%), demonstrando a necessidade de desenvolver atitudes promotoras de estimulação cognitivo motor.

Palavras-chave


Fisioterapia; Creches; Cognição

Texto completo:

PDF

Referências


Melo Neto J. Metodologias participativa em educação para os direitos humanos. João Pessoa. 2016. [Acesso 2017 jun]. Disponível em: http://www.dhnet.org.br/dados/cursos/edh/redh/04/4_8_neto_metodologias.pdf.

Alves GG, Aerts DR, Câmara SG. O papel da escola promotora da saúde no fortalecimento de estilo de vida saudável. Revis. Soc. Psicol. 2015; 12(2); 156-66.

Freitas SC, Costa GA, Formiga CK. Perfil do crescimento e desenvolvimento neuropsicomotor de crianças que frequentam creches municipais em Goiânia. Revis. Movimenta. 2011; 4(1): 4-18.

Oliveira DR, Miguel AB. A nova concepção de creche pós-LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional Lei nº 9.394/96). Revis. Fafibe [Internet]. 2012; 5(5):1-5. Disponível em: http://www.unifafibe.com.br/revistasonline/arquivos/

revistafafibeonline/sumario/21/21112012211307.pdf.

La Taille. Jean Piaget Coleção Grandes educadores. Atta Mídia e educação. São Paulo: Paulus; 2015.

Back CM, Lima IA. Fisioterapia na escola: Avaliação postural. Rev. Fisioter. Bras 2009;10(2):72-7.

Lordelo ER. Interação social e responsividade em ambientes doméstico e decreche: cultura e desenvolvimento. Estud. psicol. Natal; 7(2): 343-350.

Lordelo ER, Chalhub A A, Guirra RC, Carvalho CS. Contexto e desenvolvimento cognitivo: frequência à creche e evolução do desenvolvimento mental. Psicol. Reflex. Crit. [Internet]. 2007; 20(2), 324-34. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010279722007000200019&lng=en&nrm=iso.

Salemi, LF. Variável dummy? Webartigos [blog]. 08 de maio de 2017. Disponível em: http://webartigos.com/artigos/variavel-dummy/97922

Bronfenbrenner U. Ecologia do desenvolvimento humano: experimentos naturais e planejados. Porto Alegre: Artes Medicas Sul; 2000.

Brasil. Critérios para um atendimento em creches que respeite os direitos fundamentais das crianças. Ministério da Educação e do Desporto. 6. ed. Brasília; 2009.

Felício LR, Morais RS, Tolentino JA, Amaro LL, Pinto SA. A qualidade de creches públicas e o desenvolvimento de crianças em desvantagem econômica no Vale do Jequitinhonha: um estudo piloto. Pesq. em Fisioterapia, Salvador, dez. 2012; 2(2): 70-82.

Creswell, J. Projeto de pesquisa: métodos qualitativos, quantitativos e mistos. 3rd ed. Porto Alegre: Artmed; 2010.

Frankenburg WK, Dodds JB, editors. Denver II technical manual. Denver: Denver Developmental Materials Inc.; 1990

Frankenburg WK, Dodds J, Archer P, Shapiro M, Bresnick B. The Denver II: a major revision and restandardization of the Denver developmental screening test. Pediatrics 1992; 89:91-7.

Durmazlar N, Ozturk C, Ural B, Karaagaoglu E, Anlar B. Turkish children’s performance on Denver II: effect of sex and mother’s education. Dev Med Child Neurol 1998; 40:411-6.

Brito, C. M., Vieira, G. O., Costa, M. C., & Oliveira , N. F. Desenvolvimento neuropsicomotor:o teste de Denver na triagem dos atrasos cognitivos e neuromotores de pr-escolares. Cad.Saúde Publica, 2011:1403-1414.

Almeida CS, Valentini NC. Contexto dos berçários e um programa de intervenção no desenvolvimento de bebés. Motri. [Internet]. 2013 Dez [Acesso 2018 Abr 19]; 9(4):22-32. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext

&pid=S1646-107X2013000400004&lng=pt.

Andrade SA, Santos DN, Bastos AC, Pedromônico MRM, Almeida-Filho N, et al. Ambiente familiar e desenvolvimento cognitivo infantil: uma abordagem epidemiológica. Rev. Saúde Pública [Internet]. 2005 Aug [cited 2018 Apr 18]; 39(4): 606-611. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext

&pid=S0034-89102005000400014&lng=en.

Almeida, CS. Intervenção motora: Efeito no comportamento do bebê no terceiro trimestre de vida em creches de Porto Alegre [dissertação para obtenção de titulo de mestre]. Escola de educação Fisica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2004.

Brito C M, Vieira GO, Costa MO, Oliveira NF. Desenvolvimento neuropsicomotor: o teste de Denver na triagem dos atrasos cognitivos e neuromotores de pré-escolares. Cad. Saúde Pública. 2011 July; 27(7): 1403-14.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9206.2018v11n3p579-587

Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.