A Relação do IMC Elevado com Possíveis Alterações na Pressão Arterial de Alunos de 1ª a 4ª Série do Município de São Jorge do Ivaí – Pr

Sandra Mara Cardoso Bosquê, Joaquim Martins Junior

Resumo


Motivada por fatores multifatoriais, a incidência da obesidade é bastante comum entre as crianças. A obesidade suscita, no indivíduo, a possibilidade de desenvolver doenças crônico-degenerativas, fato que tem preocupado tanto as autoridades da área da saúde como as escolares. Nesta perspectiva, o objetivo deste trabalho foi o de verificar se crianças de seis a 11 anos matriculadas em turmas de 1ª a 4ª série, do ensino fundamental de São Jorge do Ivaí, Estado do Paraná, apresentariam risco de terem excesso de peso e se aquelas com peso elevado seriam portadores de pressão arterial elevada. Os instrumentos de medidas utilizados foram: uma balança, uma fita métrica e um esfigmomanômetro, do NIS - Núcleo Integrado de Saúde do município. Para obtenção dos resultados, os pesquisadores utilizaram os dados coletados por agentes de saúde do município em relação ao peso, altura, idade, sexo e pressão arterial dos referidos alunos. Com base nos dados obtidos, ficou evidenciado que há incidência de crianças com risco de terem excesso de peso e crianças com excesso de peso na população analisada, e a maioria delas (61,2%) apresentaram também quadro de pressão arterial elevada.

Palavras-chave


Obesidade; Crianças; Hipertensão; Obesity; Children; Blood Pressure.

Texto completo:

Artigo_PDF


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.