AÇÕES EDUCATIVAS PARA PROMOÇÃO DA SAÚDE NA ESCOLA: REVISÃO INTEGRATIVA

Lia Maristela da Silva Jacob, Márcio Cristiano de Melo, Rômulo Mágnus de Castro Sena, Isaac Jacob da Silva, Reginaldo Roque Mafetoni, Kellen Cristina Silva de Souza

Resumo


Identificar e descrever as evidências científicas sobre ações educativas realizadas pelo Programa Saúde na Escola. Revisão integrativa, com levantamento bibliográfico entre os anos 2014 e 2018, em bases de dados eletrônicas com tradição em publicações na área da saúde. O levantamento resultou em 12 artigos que abordaram os seguintes eixos: estudo cartográfica na escola, uso de web rádio com escolares, conhecimento de escolares sobre poluição, percepções de educadores sobre educação inclusiva, ações de alimentação e nutrição na escola, enfermeiros no contexto escolar, promoção da saúde auditiva, saúde em disfonia infantil, atenção primária à saúde de escolares, práticas intersetoriais e acidentes de trabalho entre escolares. A educação em saúde é apontada como importante estratégia para alcance de indicadores positivos, no que diz respeito à promoção da saúde e prevenção de doenças entre escolares.

Palavras-chave


Serviços de Saúde Escolar; Promoção da saúde; Educação em saúde.

Texto completo:

PDF

Referências


Ministério da Saúde (BR). Portaria n° 2.446, de 11 de novembro de 2014: Redefine a Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS). Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2014.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Ministério da Educação. Passo a Passo PSE. Programa Saúde na Escola: tecendo caminhos da intersetorialidade. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2011.

Silva CS; Bodstein RCA. Referencial teórico sobre práticas intersetoriais em Promoção da Saúde na Escola. Ciênc. saúde coletiva. [Internet] 2016 Jun [acesso 2018 Nov 29]; 21(6): 1777-1788. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v21n6/1413-8123-csc-21-06-1777.pdf

Carvalho FFB. A saúde vai à escola: a promoção da saúde em práticas pedagógicas. Physis. [Internet] 2015 Dez [acesso 2018 Nov 29]; 25(4): 1207-1227. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312015000401207&lng=en. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-73312015000400009.

Marin C, Papadopol PM, Bottan ER, Orcina BF. Percepção E Informação Sobre Saúde Bucal: Estudo Com Adolescentes De Uma Escola Pública.Rev. saúde pesq. [Internet] 2016 Set/Dez [acesso 2018 Nov 29]; 9(3): 499-506. Disponível em: http://periodicos.unicesumar.edu.br/index.php/saudpesq/article/view/5417/2917.

Machado MFAS, Vieira NFC. Educação em saúde: o olhar da equipe de saúde da família e a participação do usuário. Rev. Latino-Am. Enfermagem. [Internet]. 2009 Abr [acesso 2018 Nov 29]; 17(2): 174-179. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692009000200006&lng=en. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692009000200006.

Leite CT, Vieira RP, Machado CA, Quirino GS, Machado MFAS. Prática de educação em saúde percebida por escolares. CogitareEnferm. [Internet]. 2014 Jan/Mar [acesso 2018 Nov 29]; 19(1):13-19. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/35925/22157.

Mendes KDS, Silveira RCDCP, Galvão CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm, Florianópolis, 2008 Out-Dez; 17(4): 758-64.

França AG, Lacerda ABM. Promoção da saúde auditiva: estratégias educativas desenvolvidas por estudantes do ensino médio. DistúrbComun, São Paulo, 2014 Mar; 26(1): 365-372.

Dias MR, Cruz CV, Carvalho AR. “Barnabé e sua aventura”: um projeto de educação para saúde em disfonia infantil. Distúrb Comum, São Paulo, 2015; 27(2): 293-300.

Gomes RMV, Câmara VM, Souza DPO. Escolares residentes em área impactada por aterro sanitário e seu conhecimento sobre poluição. Cad. Saúde Colet., Rio de Janeiro, 2015; 23 (4): 445-452.

Salum GB, Monteiro LAS. Educação em saúde para adolescentes na escola: um relato de experiência. Rev. mineira enferm., 2015; 19(2): 246-57.

Souza NP, Lira PIC, Andrade LASS, Cabral PC, Carvalho AT, Oliveira JS. O Programa Saúde na Escola e as ações de alimentação e nutrição: uma análise exploratória. Rev. APS, 2015 jul/set; 18(3): 360 - 367.

Torres RAM, Silva MAM, Bezerra AEM, Abreu LDP, Mendonça GMM. Comunicação em saúde: uso de uma web rádio com escolares. J. Health Inform., 2015 Abr/Jun; 7(2):58-61.

Farias ICV, Sá RMPF, Figueiredo N, Menezes Filho A. Análise da intersetorialidade no Programa Saúde na escola. Rev. bras. educ. med., 2016; 40(2): 261-267.

Melo ACV, Barros JPP. Práticas de saúde na escola: um estudo cartográfico na cidade de Parnaíba-PI. Pesquisas e Práticas Psicossociais, 2016; 11(2): 341-55.

Silva CCB, Molero ESS, Roman MD. A interface entre saúde e educação: percepções de educadores sobre educação inclusiva. Psicologia Escolar e Educacional, 2016 Jan/Abr; 20(1): 109-15.

Gomes RMV, Câmara VM, Souza DP. Modificação do conhecimento sobre acidentes de trabalho entre escolares residentes de uma área impactada por aterro sanitário. Rev. bras. epidemiol. [Internet]. 2016 Set [acesso 2018 Dez 01]; 19(3): 632-644. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2016000300632&lng=en. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/1980-5497201600030013.

Folha DRSC, Monteiro GS. Terapia ocupacional na atenção primária à saúde do escolar visando a inclusão escolar de crianças com dificuldades de aprendizagem. Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional, 2017; 1(2): 202-20.

Ministério da Saúde (PT). Direção-Geral da Saúde. Programa Nacional de Saúde Escolar. Lisboa: DGS, 2015. 105 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9206.2019v12n2p419-427

Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.