RELAÇÃO TERAPEUTA PACIENTE E DIMENSÕES DA HUMANIZAÇÃO EM REABILITAÇÃO ORTOPÉDICA

Eloisa Cereda Oliveira, Antuani Rafael Baptistella, Marcelo Taglietti

Resumo


Para promover a qualidade de vida aos pacientes atendidos em um programa de reabilitação, há a necessidade e obrigação de humanizar o atendimento. O fisioterapeuta exerce um papel fundamental na reabilitação dos pacientes com sequelas ortopédicas, e, além de qualidade técnica, deve prezar pela qualidade relacional de sua assistência. avaliar a relação terapeuta paciente, investigando se há humanização do atendimento fisioterapêutico na especialidade de ortopedia. Estudo de corte transversal, no qual foi aplicado um questionário adaptado avaliativo individual, contendo 15 questões fechadas em nove domínios, em uma amostra de 59 indivíduos, os quais receberam atendimento na especialidade de fisioterapia ortopédica. Os dados foram analisados e apresentados em frequência e porcentagem. O atendimento fisioterapêutico foi caracterizado como humanizado, obtendo-se resposta com 100% em todos os domínios do questionário, nos quesitos que dizem respeito à relação terapeuta-paciente. A assistência fisioterápica, na especialidade de ortopedia, foi caracterizada como humanizada pelos pacientes.

Palavras-chave


Fisioterapia; Ortopedia; Humanização da assistência; Promoção da saúde.

Texto completo:

PDF

Referências


Silva ID, Silveira MFA. A humanização e a formação do profissional em fisioterapia. Ciên Saúde Coletiva. 2011;16(1):1535-44.

Machado NP, Nogueira LT. Avaliação da satisfação dos usuários de serviços de Fisioterapia. Rev Bras Fisiot. 2008;12(5):402.

Margotti W, Rosas RF. Prevalência dos dez distúrbios ortopédicos mais frequentes na clínica escola de fisioterapia da Unisul [Monografia]. Blumenau: Universidade do Sul de Santa Catarina. Departamento de Fisioterapia; 2004.

Oliveira PXA, Flausiano TC. Fisioterapia traumato-ortopédica para idosos: uma visão geral de problemas e soluções [Monografia]. Goiânia: Puntifícia Universidade Católica de Goiás; Pós-graduação em Fisioterapia Traumato-ortopédica e desportiva; 2014.

Petri FC. História e interdiciplinariedade no processo de humanização na fisioterapia [dissertação]. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria; 2006.

Suda EY, Uemura MD, Velasco E. Avaliação da satisfação dos pacientes atendidos em uma clínica-escola de Fisioterapia de São André, SP. Fisioter Pesqui. 2009;16(5):127.

Lopes MF, Brito ES. Humanização da assistência de fisioterapia: estudo com pacientes no período pós-internação em unidade de terapia intensiva. Rev Bras Ter Intensiva. 2009;21(3):285-286.

Almeida WA. A fisioterapia hospitalar e sua assistência humanizada [Monografia]. Campo Grande: PUC-MG Especialização em Fisioterapia Cardiopulmonar e Terapia Intensiva; 2015.

Martins JA, Guimarões FS. Programa de atualização em fisioterapia em terapia intensiva adulto: Associação Brasileira de Fisioterapia Cardiorrespiratória e Fisioterapia em Terapia Intensiva. Rev Art med. 2010;22(12):300-307.

Mondadori AG, Moraes ZE, Taglietti M. Humanização da Assistência da Fisioterapia em Unidade Intensiva Pediátrica e Neonatal. Revista Assobrafir Ciência. 2016;7(3):296-298.

Costa SC, Figueireido MRB, Schaurich D. Humanização em unidade de terapia intensiva adulto (UTI): compreensões da equipe de enfermagem. Interface – Comunic Saúde Educ. 2009;13(1):573-577.

Bruggemann OM. A enfermagem como diálogo vivo: uma proposta de dialogo humanizada durante o processo de nascimento. Cuidado humanizado, Florianópolis: Cidade Futura, 2011.

Zeni EM, Mondadori AG, Oliveira CCS; Wolf VLW, Taglietti M. Humanização da Fisioterapia em Unidade de Terapia Intensiva Adulto: estudo transversal. Revista Fisioter pesqui. 2016;23(3):294-300.

Silva MJP, Araujo MMT; Puggina ACG. Humanização em Unidades de Terapia Intensiva. Enfermagem em UTI: cuidando do paciente crítico. Barueri: Manole, 2010.

Caetano JA, Andrade LM, Soares E, Ponter RM. Cuidado humanizado em terapia intensiva: um estado reflexivo. Revista de Enfermagem. 2007;11(2):329.

Warpechowski TR. A possibilidade de Humanizar o Atendimento Fisioterapêutico. In: Salão do Conhecimento, 2015, Ijuí. XX Jornada de Pesquisa, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9206.2019v12n2p309-315

Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.